Quero emagrecer, mas como?!?!?!?!

28 07 2011

 Ouço essa pergunta frequentemente.

Hoje existem shakes, cápsulas, “castanha não sei de que”, chás…enfim…produtos não faltam. Maa será que isso tudo funciona?

Na maioria das vezes SIM!!!

Então porque você precisa de nutricionista? O shake é vendido pra qualquer um, os chás tem aos montes nas prateleiras dos mercados, as castanhas nas barraquinhas da esquina. e outra consulta com nutricionista é bem “carinha”, não é verdade.

Você tem que entender que emagrecer não é somente perder peso. Perder peso é fácil.

Emagrecer é perder gordura, ganhar músculo quando necessário e manter os nutrientes (vitaminas e minerais) adequados no nosso organismo. Por isso você precisa de nutricionista. Para conseguir perder gordura e não músculo e não ter deficiência de nutrientes como é muito comum por ai você precisa fazer REEDUCAÇÃO ALIMENTAR. Somente ela vai garantir que seu percentual de gordura abaixe, sem prejudicar os músculos que são muito importantes pro nosso organismo, pros ossos, e ainda vai garantir que você tenha os níveis de vitaminas e minerais adequados. Isso sim é difícil. Isso um shake não consegue fazer. Perder 11Kg em 2 semanas fará com que você perca um pouco de gordura, muito músculo e tenha uma deficiência séria de nutrientes.

Não falo isso somente com conhecimento de teoria.

Tenho, hoje, em meu consultório muitos pacientes que optaram por fazer a reeducação alimentar depois de passar por vários outros métodos que deram certo, mas trouxeram outros prejuízos.

Como é o caso de uma paciente que tem 19 anos, ela tinha peso normal, as queria perder um pouco mais (pra vocês terem noção ela vestia manequim 40). Então ela começou a fazer musculação e junto com isso a comer pouco (bem menos do que precisava) e a tomar fibra junto com todas as refeições.

A fibra reduz a absorção tanto de carboidrato e gorduras diminuindo assim as calorias da dieta, como de vitaminas e minerais causando deficiências sérias. Quando a fibra é proveniente da alimentação balanceada ela tem esse efeito um pouco menor e ajuda muito no funcionamento do intestino. Mas neste caso ela acrescentava fibras através de outros produtos.

Enfim, ela passou de manequim 40 para 36, mas apareceram manchas na pele que não saiam mesmo depois de muitos tratamentos com dermatologistas e as unhas dela ficaram muito fracas, tanto que as unhas do “dedão do pé” caíram.

Hoje ela faz tratamento comigo, com reeducação alimentar e alguns fitoterápicos que são naturais (e fazem muito bem quando tomados com acompanhamento de profissional qualificado). As manchas no braço diminuíram e clarearam 80% e as unhas do pé estão crescendo saudáveis.

Esse foi somente um dos diversos casos que tenho em meu consultório. a deficiência de nutrientes pode causar vários outros problemas que vão desde a queda de cabelo, depressão, até o câncer.

Perder peso de maneira saudável é a melhor maneira de se manter saudável. Não adianta uma “capa” bonita se por dentro nada funciona direito.

Procure um nutricionista e faça a reeducação alimentar. eu te garanto que esta é a melhor maneira de emagrecer.

Anúncios




Macarrão Instantâneo: a praticidade vale a pena?

21 07 2011

Semana passada, eu estava assistindo a um programa de televisão que fala de saúde e bem estar (rs), e o assunto do dia era alimentação das crianças.

Em determinado momento, a médica que estava presente foi questionada se o macarrão instantâneo, o famoso miojo, era um bom alimento para crianças de 1 ano de idade, e a resposta da médica foi mais ou menos assim: “Sim, até nós adultos adoramos, o macarrão instantâneo é uma refeição prática, ótima pra quem não sabe ou não tem tempo de cozinhar e, se colocarmos queijo ralado por cima, é bom para a alimentação das crianças sim.

Que o macarrão instantâneo é prático, ninguém pode negar né? Mas será que realmente é adequado para alimentação das crianças?

A Associação Brasileira de Defesa do Consumidor (Pro Teste) fez uma pesquisa com 10 marcas de macarrão instantâneo e constatou que as quantidades de sódio e gordura desses produtos estão acima do recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e outras diretrizes médicas.

Para que o miojo tenha essa consistência e cozinhe rápido (em apenas 3 minutos), ele passa por um processo de fritura ao ser feito e, de acordo com a coordenadora da empresa que realizou a pesquisa, alguns produtos têm cerca de cinco vezes mais gordura do que o macarrão tradicional, além de algumas marcas apresentarem também o dobro da quantidade de sódio que um adulto saudável deveria ingerir durante um dia todo.

Todo mundo já sabe que alta ingestão de sódio e gordura pode trazer sérios riscos a saúde, como hipertensão, alteração nos níveis de colesterol e suas consequências, como problemas cardiovasculares.

E aí? Será que o macarrão instantâneo é mesmo um bom alimento para crianças de 1 ano, como foi informado na TV?

Palavras de um cardiologista:

Isso tudo, sem contar que o macarrão instantâneo possui na sua composição um realçador de sabor chamado glutamato monossódico, que é um aditivo alimentar que vem sendo muito estudado, mas seus efeitos estão sendo comparados com o álcool, nicotina e outras drogas.

Confira as quantidades de gordura e sódio de outros alimentos, nessa imagem retirada do site Folha.com

Clique na Imagem para Ampliar

Como opção para a infeliz sugestão do macarrão instantâneo para crianças, que tal um macarrão mais saudável, tipo cabelo de anjo, por exemplo, com legumes cozidos, carne moída e temperos naturais? E isso não vale só pra crianças não…

Pode ser um pouco menos prático, mas a sua saúde (e de seus filhos) agradecerá no futuro.

ATUALIZAÇÃO:
Pessoal, estou atualizando o post pois tive uma contribuição valiosíssima da Nutricionista Ticiane Gonçalez Bovi.

A médica que falou no programa de TV citado acima que o macarrão instantâneo é uma boa refeição para crianças de 1 ano também foi questionada se poderia ser acrescentado ketchup nessa preparação, e mais uma vez a resposta dela foi afirmativa, pois, segundo ela, “fica colorido”.

A Ticiane compartilhou uma tabela onde ela calculou o valor nutricional da preparação macarrão instantâneo + ketchup, que comprova que essa não é uma boa combinação e que praticidade não é sinônimo de qualidade.

CLIQUE NA IMAGEM PARA AMPLIAR

Observem as quantidades de sódio e gordura: são bem altas quando comparadas às quantidades desses nutrientes que devemos ingerir em um dia todo (como citado lá em cima). Sem contar que não é uma refeição que tenha boas quantidades de nutrientes importantes como vitaminas e mineirais.

Isso só reforça a idéia de que não se deve acreditar em tudo o que se ouve na TV a respeito de alimentação e Nutrição.

Lembre-se: o ÚNICO profissional capacitado para falar de alimentação é o Nutricionista.
Colaboração:
Nutricionista Ticiane Gonçalez Bovi – Especialista em Nutrição em Doenças Crônicas no Atendimento Ambulatorial pelo Hospital das Clínicas Da Unicamp.
Uma das idealizadoras do portal Bistrô Saúde
Contato: (19) 8139-7794 | ticianenutri@yahoo.com.br
 




Denuncie!!! E seu direito e dever também

20 07 2011

Este post é mais um desabafo ao que anda acontecendo e hoje foi a “gota d’água” (acreditem, foi a ultima, mesmo).

É fato de que todos os estabelecimentos que vendem alimentos devem ter um responsável técnico para garantir a “harmonia” higiênica do local. Mas não é isso que vejo por ai. Durante muito tempo pensei que o problema não era meu e que se eu estivesse incomodada eu que procurasse outro local. Mas sou consumidora e nutricionista, então o problema é meu sim. E a partir de hoje vou denunciar tudo que eu encontrar de errado e te encorajo a fazer o mesmo.

A denuncia deve ser fita a Vigilância Sanitária ou a quem fizer esta fiscalização ai em sua cidade.

Fique atento a qualquer, qualquer mercadinho, mercearia, restaurante, lanchonete, bar, super e hipermercados…enfim, qualquer lugar que vender alimento e bebidas.

O “cheklist” aplicado pela Vigilância é bem grandinho,mas vou dar algumas dicas do que eu mais vejo por ai para que você possam também fiscalizar. Se alguém tiver mais dicas é só escrever nos comentários.

– Freezer de açougue e frios deve estar refrigerado e longe de contaminação. Isso acontecerá de estiver devidamente fechado, normalmente com silicone nas emendas dos vidros (hoje eu vi um açougue em que os vidros tinham aproximadamente 1cm de distância um do outro). Quando o vidro não está “colado” ou os funcionários deixam as portas abertas, a temperatura não fica adequada e há risco muito grande de entrada de insetos, objetos indesejados, saliva… facilitando assim a contaminação.

– Observe se o local está limpo, principalmente os balcões. Eles devem ser de algum material impermeável. Por isso não indicado que sejam de madeira ou plástico. Imagine um balcão de plástico no açougue, todos os dias (todos os minutos) o açougueiro corta carnes, certo?! a faca não atinge somente a carne,mas também o balcão, fazendo cortes que são difíceis de serem limpos, há então, a formação do biofilme, que nada mais é do que uma camadinha de microorganismos que se proliferam e contaminam nossas carnes, frios e tudo mais que passar por ali.

– Os pães não devem ficar expostos e cestas abertas. Assim como você, qualquer inseto também “visita” o pão e ai você já sabe, né. Sem falar que as pessoas conversam em cima do pão e a saliva delas também contamina (Cada pessoa tem um monte de bactérias que não fazem mal nenhum pra elas, mas que pra outras pode fazer um belo estrago).

– Não pode haver formação de gelinhos nos congelados, se houver é sinal de que o freezer foi desligado (provavelmente durante a noite) para poupar energia. A temperatura ambiente por mais de uma hora e trinta minutos a maioria das bactérias se dividem e se forem patogênicas vão “estragar” seu alimento. Se não for por contaminação, por exemplo, a mandioca congelada fica amarga e difícil de congelar.

– Os funcionários devem estar limpos, sem machucados, de touca e sem nenhum fiozinho de cabelo para fora, aqueles que tem pêlos nas mãos devem se depilar.

Bom, foi isso que eu vi hoje em um hipermercado (não vou revelar o nome para não me comprometer). A denuncia já foi feita e a mulher que me atendeu me disse que me dará retorno sobre as providências que serão tomadas após a “ visitinha” deles. Quando ela me avisar eu conto para vocês.

 

Aqui em Uberlândia o Telefone para denuncias é (34)3239-2800

Os estabelecimentos fiscalizados tem um cartaz com o telefone é só ligar, ok!

Encontrei este link no site da Anvisa, mas acho mais interessante denuncias por telefone (não se esqueça de anotar o protocolo)

http://www1.anvisa.gov.br/ouvidoria/CadastroProcedimentoInternetACT.do?metodo=inicia





Refrigerante engorda?!?!

14 07 2011

Estudo garante que consumo de refrigerante, mesmo diet, leva ao aumento de gordura abdominal.

 Saiu na Veja da última semana uma matéria que diz o seguinte “ Refrigerantes diet aumentam o acumulo de gordura na cintura”, a matéria também fala sobre o aumento dos riscos de diabetes tipo 2, derrame, doenças cardíacas.

A Veja conta sobre uma pesquisa realizada no Texas com 474 adultos durante quase 10 anos. Os voluntários informaram a quantidade de refrigerante diet ingerido por dia e ainda tiveram a circunferência da cintura, altura e peso medidos em quatro momentos diferentes. Após os 10 anos as pessoas que consumiam refrigerante diet periodicamente tiveram aumento 70% maior que os que não consumiam, e os que beberam dois ou mais refrigerantes por dia 500% mais aumento na cintura.

 

Outras matérias já haviam sido publicadas a respeito do refrigerante diet em vários outros sites e muitos outros estudos feitos.

Mas porque isso acontece?

Alguns estudos apontam que o refrigerante pode enganar o cérebro fazendo com que ele acumule mais gordura, outros dizem que aumentaria a vontade de ingerir alimentos altamente calóricos, causada pelo aumento de consumo de adoçantes.

Outro estudo feito com 16 mil indivíduos durante mais de 9 anos não teve resultados diferentes, segundo os autores os voluntários que bebiam uma lata de refrigerante diet por dia apresentaram aumento de 34% do risco de desenvolver síndrome metabólica (conjunção de problemas como resistência a insulina, colesterol elevado, hipertensão, gordura abdominal).

 

Ainda tem mais…

O aspartame contido nos refrigerantes tem capacidade de elevar a glicemia em jejum, prejudicando mais ainda dos portadores de diabetes.

O gás contido no refrigerante (e qualquer outra bebida gasosa) tem capacidade de aumentar em até 50% o volume do estômago, retardando assim a saciedade.

Além de todos os conservantes e corantes contidos no refrigerante ainda encontramos o ácido fosfórico, uma substância que prejudica a fixação de cálcio nos ossos e dentes (atenção, pais que servem essa bebida as crianças, elas estão em fase de crescimento e o cálcio é mais que essencial).

Contém cafeína, péssima para hipertensos e dar insônia.

 

Opte por sucos e frutas que apesar de conterem mais calorias, tem muito mais vitaminas e minerais importantíssimos para se ter qualidade de vida.

 

Veja em outros sites:

Refrigerantes diet aumentam aculo de gordura na cintura

Refrigerante diet engorda?

Refrigerante pode estar relacionado com ganho de peso

 





Lei 15.072/2004 – Educação nutricional nas escolas

12 07 2011

http://www.crn9.org.br/uploads/file/LEI%2018_372_09.pdf

 

LEI 18.372/2009

Acrescenta dispositivos à lei 15.072/2004 que dispõe sobre a promoção da educação alimentar e nutricional nas escolas públicas e privadas do sistema estadual de ensino.

Texto:

Acrescenta dispositivo à Lei nº 15.072, de 5 de abril de 2004, que dispõe sobre a promoção da educação alimentar e nutricional nas escolas públicas e privadas do sistema estadual de ensino.

O GOVERNADOR DO ESTADO DE MINAS GERAIS, O Povo do Estado de Minas Gerais, por seus representantes, decretou e eu, em seu nome, promulgo a seguinte Lei:

 

Art. 1º Fica acrescentado à Lei nº 15.072, de 5 de abril de 2004, o seguinte art. 3º -A:

 

“Art. 3º -A. Os lanches e as bebidas fornecidos e comercializados nas escolas das redes pública e privada do Estado serão preparados conforme padrões de qualidade nutricional compatíveis com a promoção da saúde dos alunos e a prevenção da obesidade infantil.

 

§ 1º São vedados, nos estabelecimentos a que se refere o caput deste artigo, o fornecimento e a comercialização de produtos e preparações com altos teores de calorias, gordura saturada, gordura trans, açúcar livre e sal, ou com poucos nutrientes, nos termos de regulamento.

 

§ 2º O descumprimento do disposto neste artigo sujeitará o infrator às penalidades previstas na legislação sanitária.”(nr)

 

Art. 2º A alteração efetivada por esta Lei entra em vigor cento e oitenta dias após a data de sua publicação.

 

Palácio da Liberdade, em Belo Horizonte, aos 4 de setembro e 2009; 221º da Inconfidência Mineira e 188º da Independência do Brasil.

 

AÉCIO NEVES

Danilo de Castro

Renata Maria Paes de Vilhena

Vanessa Guimarães Pinto

 

Leia também:

Nutricionista na escola





Brasileiros ingerem poucos nutrientes antioxidantes

12 07 2011

 Pesquisadores publicaram no Nutrition Journal que os brasileiros não ingerem a quantidade de vitaminas e minerais antioxidantes recomendada. Os dados da pesquisa indicam que independente de região, cor da pele, classe socio-econômica, escolaridade a ingestão foi baixa.

Os nutrientes analisados foram vitaminas A, C e E e os minerais selênio e zinco.

Os nutrientes antioxidantes tem papel fundamental na prevenção de doenças crônico degenerativas, especialmente o câncer. Além disso previne o envelhecimento precoce e minimiza os danos causados por estresse, ansiedade, poluição…

Não faça parte deste grupo. Inclua alimentos ricos em vitaminas antioxidantes em sua dieta.

Vitamina A: (alimentos amarelo alaranjados) mamão, manga, abóbora, cenoura, caju, pêssego, acelga, espinafre…

Vitamina C: laranja, acerola, caju, goiaba, limão, abacaxi, kiwi, pimentão, rúcula, alho, cebola, morango…

Vitamina E: óleos vegetais, azeite, germe de trigo, semente de girassol, soja, nozes, amendoim, linhaça…

Selênio: Castanha do Pará, camarão, salmão, arroz integral…

Zinco: Ostras, amendoim, castanha de caju, feijão, amêndoas…

FONTE: Nutritotal

Leia também:





Sintomas dificultam o diagnóstico da intolerância a glúten

11 07 2011

Relila Satel e Mariana Pafume falam sobre Doença Celíaca no Jornal Correio.

Clique no link e veja a entrevista completa:

http://www.correiodeuberlandia.com.br/cidade-e-regiao/sintomas-dificultam-o-diagnostico-da-intolerancia-a-gluten/