FELIZ DIA DO NUTRICIONISTA!!!

31 08 2011

 

PARABÉNS PARA NÓS!!!

Anúncios




Emagreça mastigando

30 08 2011

É isso mesmo, uma das maneiras mais fáceis de emagrecer é mastigar.

Algumas pessoas dizem que deve-se mastigar 20 vezes, outras 30 vezes. Eu prefiro dizer que o ideal é mastigar até que o alimento esteja totalmente triturado em sua boca. Com a mastigação prolongada você ingere menos alimentos em um tempo maior, reduzindo então as calorias do dia.

Além disso a digestão começa na boca, por isso uma mastigação adequada vai evitar alguns efeitos desagradáveis como má absorção de nutrientes, gases e inchaço abdominal.

#Ficaadica





Publicidade e autopromoção de nutricionista podem gerar punição

27 08 2011

Propaganda:

Com relação a propaganda de alimentos o CFN alerta os nutricionistas para o que determina o Código de Ética da categoria (Resolução CFN nº334, 2004). O capítulo XII, art. 22, inciso III, veda ao nutricionista valer-se da profissão para manifestar preferência ou para permitir a divulgação, em qualquer tipo de mídia, de marcas de produtos ou nomes de empresas ligadas a atividades de alimentação e nutrição.

Internet:

O uso da internet para divulgação de consultas on-line também é vedado pelo Código de Ética do Nutricionista. O artigo 7º, inciso XVII, é claro ao afirmar que no contexto das responsabilidades do nutricionista é proibido “realizar consultas e diagnósticos nutricionais, bem como prescrição dietética, através da internet ou qualquer outro meio de comunicação que configure atendimento não presencial”.

É proibido também promoções em sites de compras coletivas com descontos em tratamentos. Artigos 18º e 22º do Código de Ética.

 

O nutricionista tem o dever de contribuir para a saúde do individuo e da coletividade e pode usar os meios de comunicação para orientá-los sobre a alimentação adequada e saudável. assim exerce o papel de educador sem a quebra do decoro profissional, assumindo a inteira responsabilidade pelas informações declaradas.

 

Leia o Código de Ética do Nutricionista no link abaixo:

http://www.cfn.org.br/novosite/pdf/codigo/codigo%20de%20etica_nova%20redacao.pdf

 

FONTE:

CFN: Conselho Federal de Nutricionistas





Canja de galinha é tratamento para gripe?

25 08 2011

Estudos científicos confirmam que líquidos quentes ajudam na expectoração de mucos presentes nos processos inflamatórios das vias aéreas superiores, muito provavelmente pela inalação de vapores através das narinas e ainda pelo aumento do movimento dos cílios do aparelho respiratório em função da temperatura propiciando a eliminação de muco.

A canja de galinha ainda contém um componente diferencial em relação a outras sopas, um aminoácido chamado cisteína, que age sobre o muco, tornando-o mais fluido, o que facilita sua eliminação. Outros estudos apontam também para a existência de compostos antiinflamatórios na canja que aliviam o mal estar causa pelos processos inflamatórios  virais, como no caso das gripes.

FONTE: Revista MedAtual

RECEITA

 

Ingredientes:

 

Caldo:

 

• 3 talos de salsão picado

 

• 1 maço médio de salsinha amarrado

 

• 1 cebola média picada

 

• 1 cenoura média picada

 

• 1 frango médio em pedaços

 

Canja:

 

• sal a gosto

 

• ½ xícara (chá) de arroz lavado

 

• 3 colheres (sopa) de manjericão picado

 

• 2 tomates médios sem pele e sem semente picados

 

• 2 xícaras (chá) de cenoura ralada

 

• 2 xícaras (chá) de cebola ralada

 

• 4 colheres (sopa) de azeite de oliva

 

Modo de preparo

 

Limpe o frango lave-o, seque com papel toalha e pique-o em pedaços pequenos. Retire o excesso de gordura e coloque-o em uma panela grande. Adicione 6 litros de água, a cenoura, a cebola o maço de salsinha amarrado e o salsão. Leve ao fogo baixo e cozinhe, com a panela tampada, por 2 horas. De vez em quando, retire a gordura que se formar na superfície com a ajuda de uma escumadeira. Retire do fogo, coe o caldo e desfie o frango. Reserve. Em outra panela, aqueça o azeite, junte a cebola, a cenoura e o tomate. Refogue, sem parar de mexer, por 5 minutos. Acrescente o frango e refogue mais um pouco. Junte o caldo reservado, o manjericão, o arroz e o sal. Cozinhe por mais 35 minutos, até o arroz ficar bem macio. Mexa algumas vezes durante o cozimento.

Rendimento: 10 porções

Tempo de preparo: 1h 10min

Fonte da receita: http://www.muitomaisreceitas.com.br

Você ainda pode incrementar com alguns legumes como cenoura, chuchu, vagem, beterraba, abobrinha, abóbora…





Novo endereço de atendimento

19 08 2011





Terapia nutricional na AIDS

17 08 2011

A alimentação adequada dos portadores de AIDS (Síndrome da Imunodeficiência Adquirida) tem como objetivo evitar a perda de peso, assim como controlar as alterações metabólicas causadas pela doença.

A AIDS está relacionada com a depleção nos linfócitos T auxiliadores CD4+ no sangue periférico. A depleção progressiva de pool de células CD4, em conjunto com outras alterações no sistema imunológico, leva a imunodeficiência. A molécula CD4, apresenta na superfície de linfócitos T auxiliadores (T4), parece funcionar como o principal receptor celular para o HIV, permitindo sua entrada na célula hospedeira, o que explica a depleção de linfócitos T CD4+ na AIDS.

Também chamada de SIDA, ela contém, principalmente, 3 estágios:

> Estágio inicial:

– Contagem de células CD4 > 500 células/mm³

– Sintomatologia: dermatites e linfadenopatia

– Declínio da contagem de CD4 de 50 células/mm³ por ano

> Estágio Intermediário:

– Contagem de células CD4 entre 200 e 500 células/mm³

– Sintomatologia: candidíase oral e vaginal, neuropatia periférica, displasia cervical, herpes zoster e febre

> Estágio final:

– Contagem de células CD4 < 200 células/mm³

– Sintomatologia: infecções oportunistas, doenças neurológicas e tumores

 

TRATAMENTO NUTRICIONAL:

O estado nutricional destes pacientes é comprometido pela redução da ingestão de alimentos em razão da anorexia, vômitos, náuseas diarréia, dispnéia, doenças neurológicas ou alterações na boca e estômago. Com o trato gastrintestinal afetado a absorção de nutrientes é reduzida e, as necessidades aumentadas pela febre e infecções. Doenças oportunistas prejudicam a absorção de lipídeos.

O peso é um dos parâmetros mais importantes já que a perda de até 5% do peso usual aumenta significativamente a morbimortalidade. Deve-se, portanto, evitar desnutrição, imunodeficiência e infecção.

Alguns exames devem ser solicitados, são eles:

– Dosagem de albumina sérica

– Dosagem de pré-albumina

– Proteína ligadora do retinol

– Capacidade ligadora de ferro

– Dosagem de transferrina

(Estes acima para monitoração de proteínas viscerais)

– Glicemia de jejum

– Triglicerídeos

– Colesterol e frações

– Teste de sensibilidade cutânea *

– Contagem total de linfócitos *

(* Devem ser avaliados com cautela em razão da situação imunológica comprometida)

– Examinar também unhas e pele para detectar sinais de deficiências nutricionais.

 

Recomendações:

Os fatores de injúria e atividade utilizados devem ser de 1,25 quando utiliza-se a equação de Harris- Benedict.

RECOMENDAÇÕES NUTRICIONAIS DE PROTEÍNAS

PACIENTES SINTOMÁTICOS

PACIENTES ASSINTOMÁTICOS

35 – 40Kcal/Kg de peso/dia

1,5 – 2g de proteína/Kg de peso/dia

 

35Kcal/Kg de peso/dia

2 – 3g de proteína/Kg de peso/dia

25 – 30Kcal/Kg de peso atual

0,8 – 1,25g de proteína/Kg de peso/dia

120:1cal não protéico/g nitrogênio

 

As recomendações de carboidratos e gorduras devem seguir as necessidades normais para idade, porém, se o paciente apresenta diarréia a dieta deve ser hipogordurosa com restrição de lípides de cadeia longa, utilizando-se TCM (Triglicerídeos de cadeia média).

Os pacientes com AIDS tem aumento de triglicerídeos e redução de HDL-c. Estudos utilizando ômega-3 demonstram benefícios na diminuição da trigliceridemia e melhora da massa corporal magra.

Deve-se escolher a via oral para atingir as necessidades energéticas diárias. Algumas mudanças, como racionamento das refeições, mudanças da temperatura do alimento podem auxiliar as dificuldades encontradas nas infecções. Há também alguns suplementos disponíveis no mercado.

Se o trato gastrintestinal estiver funcionando e a ingestão oral não for suficiente deve-se utilizar terapia enteral precoce e agressiva.

Se a ingestão e absorção estiver comprometida por diarréia ou outro sintoma gastrintestinal indica-se fórmulas com peptídeos e TCM.

A combinação de fórmula com nutrientes imunomoduladores como arginina, glutamina, vitaminas e ômega #, tem demonstrado melhora na resposta imunológica e diminuição da perda de massa magra nos pacientes com AIDS.

As necessidades de algumas vitaminas e minerais também está alterada e merece atenção especial, são algumas delas:

VITAMINAS E MINERAIS

AIDS

Vitamina A

2 – 4 vezes RDA

Ferro

Moderação

Vitamina E

15 – 800 UI

Zinco

1,3 vezes RDA

Vitamina C

1000mg

Tiamina

5 vezes a RDA

Riboflavina

5 vezes a RDA

Niacina

Aumentadas

Vitamina B6

2 vezes a RDA

 

Aspectos práticos:

– A ênfase na higienização oral e de mãos é indispensável para evitar as infecções oportunistas.

– A água deve ser mineral ou filtrada, se não for possível, deve ser fervida e clorada.

– Legumes e verduras devem ser lavados em água corrente e depois deixados de molho em solução clorada por cerca de 15min.

– Carnes cruas ou mal passadas e peixes crus devem ser evitados.

 

FONTE:

Tratado de Alimentação, Nutrição e Dietoterapia – Chemin e Mura





Aprecie com moderação

15 08 2011

Pra comemorar, pra desabafar, se estiver muito feliz, muito triste, com amigos, sozinho, rico, pobre, homem, mulher não faz diferença. O fato é que a POF (Pesquisa de Orçamento Familiar) constatou que o consumo de álcool está muito alto.

E eu me pergunto, com tanta informação nesse mundo da globalização porque as pessoas insistem em consumir exageradamente bebidas alcoólicas? Já que é para “apreciar com moderação” e não poder dirigir depois de ingerir, então elas não devem fazer tão bem assim.

Vamos começar então com os efeitos do álcool no organismo.

O álcool afeta o corpo todo.

Geralmente a pessoa fica com a fala arrastada, falta de coordenação motora, aumento da autoconfiança e euforia, mas algumas ficam deprimidas e contidas. Doses elevadas de álcool podem fazer com que o humor fique instável com euforia e melancolia, agressão e submissão. Há ainda perda dos sentidos e do desempenho intelectual e motor, além disso, aumenta a sensação de calor.

O consumo de álcool também gera diurese autolimitada, vasodilatação cutânea (vermelhidão), retardo no trabalho de parto, prejuízos no desenvolvimento fetal, degeneração neurológica, como a demência e neuropatias periféricas, hepatopatia que progride para a cirrose e a insuficiência hepática, tolerância, dependência física e psicológica (vício).

Segundo a Secretaria Municipal de Transportes de São Paulo e Médicos, os efeitos do álcool (Etanol) sobre um indivíduo com 70 kg de peso, podem ser descritos como se segue:

Efeitos do álcool

DOSE (g/l) EQUIVALENTE EFEITOS
0,2 a 0,3 1 copo de cerveja, 1 cálice pequeno de vinho, 1 dose de uísque ou de outra bebida destilada AS funções mentais começam a ficar comprometidas. A percepção da distância e da velocidade é prejudicada.
0,31 a 0,5 2 copos de cerveja, 1 cálice grande de vinho, 2 doses de bebida destilada O grau de vigilância diminui, assim como o campo visual. O controle cerebral relaxa, dando a sensação de calma e satisfação.
0,51 a 0,8 3 ou 4 copos de cerveja, 3 copos de vinho, 3 doses de uísque Reflexos retardados, dificuldade de adaptação da visão a diferenças de luminosidade, superestimação das possibilidades e minimização de riscos e a tendência a agressividade.
0,81 a 1,5 Grandes quantidades de bebida alcoólica Dificuldades de controlar automóveis, incapacidade de concentração e falhas de coordenação neuromuscular.
1,51 a 2 Grandes quantidades de bebida alcoólica Embriaguez, torpor alcoólico, dupla visão.
2,1 a 5 Grandes quantidades de bebida alcoólica Embriaguez profunda.
>5 Grandes quantidades de bebida alcoólica Coma alcoólico.

Esses sintomas não são somente simples sintomas, para que haja essa desordem no organismo o corpo sofre muito. Veja abaixo a figura que encontrei em um site de busca.

E no dia seguinte? Ai vem a ressaca, um conjunto de sintomas desagradáveis que são, principalmente, dor de cabeça, náuseas e vômito, sede, sensibilidade a luz e ao som, falta de apetite, sonolência, tontura, tremor e fadiga.

Após ler isso tudo você vai parar de beber?

Não? Foi o que eu pensei, então separei algumas dicas para minimizar os danos da bebida e os sintomas da ressaca.

– Hidratação, essa é a principal e mais importante. A ingestão de álcool causa desidratação. É importante beber água antes, durante e depois da “bebedeira”. Além de te hidratar a água vai ajudar a eliminar os produtos tóxicos do álcool.

– Suco de acerola, limão e laranja são ótimas fontes de vitamina C, um antioxidante perfeito para proteger ser corpo.

– Ingerir isotônicos e água de coco é excelente para repor os minerais perdidos.

– O café amargo não é uma boa pedida, já que a cafeína também é diurética fazendo com que haja mais perde de líquidos.

– Prefira também os alimentos mais leves e de fácil digestão (pobres em gordura, rica em frutas, vegetais e líquidos), pois estômago já foi bastante danificado pelo álcool.

– Deixe de lado os molhos brancos, queijos amarelos e frituras.

Mas lembre-se que o ideal é, realmente, moderar no consumo. Tudo que é exagerado faz mal.

FONTE: 

UFRJ

Os efeitos do álcool na condução

Dr. Valdir Ribeiro

LEIA TAMBÉM:´

Álcool e calorias

Cirrose