Troque o Sal de Frutas pelas Frutas!!!

15 02 2013

Troque o Sal de Frutas pelas Frutas!!!

Anúncios




Troque o Sal de Frutas pelas Frutas!!!

15 02 2013

Troque o Sal de Frutas pelas Frutas!!!





Caldo de galinha pra quê!??!?!

29 06 2012

 

Quer um bife de frango douradinho e suculento?

Troque os temperos prontos (caldo de galinha e outros) por um mais natural, com mas sabor e nutrientes. Os temperos prontos são ricos em sódio e conservantes, as ervas em vitaminas e minerais.

Opções: alho, cebola, alecrim, manjericão, hortelã, salsinha, cebolionha, orégano, gengibre, coentro, cebora… e muito muitos outros.

Escolha os ingredientes que você mais goste, pique ou amasse, coloque 2 ou 3 colheres de azeite e passe no bife de frango (ou qualquer outra carne que quiser). Esquente a panela, coloque azeite ou óleo pra untar e prepare seu bife com muito mais saúde!!!

Dica: amasse no azeite alho, alecrim, hortelã e gengibre e um pouco de sal… passe no bife… quando o bige estive na panela adicione rodelas de cebola e espero o bife dourar de um lado, vire o bife e deixe que ele doure do outro lado. Essa é uma das misturas de ervas que mais gosto.

E ai? Qual é a sua?

BLOG: https://junutri.wordpress.com.br

FACEBOOK: https://www.facebook.com/nutricionistaeesteticista

PAGE FUN: https://www.facebook.com/pages/Nutri%C3%A7%C3%A3o-e-Saude-por-Juliana-Nascimento/220216884685066





Peixe: um misto de sabor e saúde

3 10 2011

O consumo de peixes por brasileiros ainda é muito baixo, cerca de 9Kg por pessoa por ano enquanto deveria ser de 12Kg.

Se você não consome peixe na quantidade adequada, de 2 a 3 vezes por semana, então leia os benefícios que essa carne pode trazer a você. Tenho certeza que verá com olhos diferentes.

O peixe tem até 20% menos gordura e calorias que as outras carnes. Alem disso é pobre em gordura saturada e rico em gordura poliinsaturada, especialmente o ômega 3, que traz muitos benefícios a saúde, veja alguns:

– Prevenção de doenças do coração, como infarto, aterosclerose.

– Elevação de HDL o “colesterol bom” e diminuição de LDL o “colesterol ruim”.

– Melhora concentração, memória e desenvolvimento cognitivo.

– Previne alguns tipos de  câncer e doenças inflamatórias.

E por ser pobre em gordura saturada os esses benefícios são potencializados.

Os peixes mais ricos em ômega 3 são os de água salgada (salmão, atum, sardinha, bacalhau…). Os com menor quantidade de gordura são os mais brancos (bacalhau, corvina, pescada…). E os que tem maior quantidade de gordura são os mais escuros (sardinha, salmão…).

Os peixes ainda são ricos em vitaminas do complexo B e Ferro. Além de serem mais leves e terem uma proteína de maior digestibilidade.

 Muitas pessoas não consomem o peixe por não gostarem do sabor. Tente novas receitas, novos restaurantes, novos tipos de peixes. Você vai de gostar de alguns, eu tenho certeza!
O site “Tudo Gostoso” tem quase 3000 receitas de preparações com peixe, não é possível que você não vai gostar de nada.

E ai? Que tal um peixe hoje???





Vantagens do aleitamento materno

3 08 2011

PARA A MÃE (NUTRIZ):

– Prevenção de hemorragia após o parto: O hormônio ocitocina que favorece a descida do leite pela contração das células mioepiteliais ao redor dos alvéolos mamários, também produz contração da musculatura uterina, contribuindo para a expulsão da placenta e para a redução do sangramento, prevenindo a hemorragia após o parto.

– Emagrecimento: Para a produção de leite, ocorre mobilização das reservas adiposas maternas, acumuladas durante a gestação, colaborando com o retorno do peso materno normal.

– É reconhecida como um método contraceptivo natural: O aleitamento materno exclusivo em livre demanda exerce um efeito inibidor sobre a ovulação, mediado por mecanismo de retroalimentação entre hipotálamo, hipófise e ovários. Com a sucção do bebê, ocorre liberação do hormônio prolactina pela glândula hipófise anterior (hormônio que estimula a produção de leite), que também ajuda a suprimir a liberação dos hormônios luteinizantes e folículo estimulante, necessários ao desenvolvimento e à expulsão do óvulo. Assim, com a amamentação, é possível prolongar a infertilidade depois do parto inibindo a ovulação e a menstruação.

– Prevenção de câncer: A proteção contra câncer de mama e de ovário também se relaciona com a prática do aleitamento materno.

– Vínculo mãe-filho: Sabe-se que o contato precoce entre ambos pode influenciar a conduta posterior das mães em relação a seus filhos, o que é expresso no desenvolvimento do apego, no menor índice de rejeição e abandono e, consequentemente, na maior duração do aleitamento materno. Pode-se dizer que as mães que amamentam são menos ansiosas e expressão maior satisfação em alimentar e interagir com seus bebês.

 

PARA O BEBÊ (LACTENTE):

– Crescimento e desenvolvimento adequado: Por garantir os nutrientes necessários.

– Crianças amamentadas com leite materno têm um escore no desenvolvimento cognitivo significativamente maior do que os amamentados com fórmulas lácteas.

– Maior estabilidade emocional, e de comportamento, bem como melhor acuidade visual e habilidade motora, provavelmente em razão da presença de ácidos graxos poliinsaturados de cadeia longa (DHA – ácido docosaexaenóico e ácido araquidônico) importantes para o rápido desenvolvimento nervoso imaturo do bebê.

– Sistema imunológico: O aleitamento materno permite a comunicação imunológica entre mãe e filho por meio de hormônios, fatores de crescimento e citoquinas. Os nucleotídeos, glutamina e lactoferrina presentes no leite materno influenciam o desenvolvimento gastrintestinal e a defesa do organismo.

– Diminui a incidência e/ou gravidade de diarréia, infecção respiratória baixa, otite média, bacteremia, meningite bacteriana, botulismo, infecção no trato urinário e enterocolite necronizante.

– Possível efeito protetor contra a síndrome da morte súbita, diabetes insulino-dependente, doença de Chron, colite ulcerativa, linfoma, doenças alérgicas e outras doenças digestivas crônicas, câncer e doenças cardiovasculares.

– Amadurecimento da função oral, pela correta posição durante a demanda, favorecendo o desenvolvimento dos músculos e ossos da face, evitado também os distúrbios dos órgãos fonadores e a síndrome da respiração bucal.

– Contato do lactente com diversos sabores, por meio de compostos químicos de aroma e sabor presentes no leite materno, e que refletem diretamente os alimentos ingeridos pela mãe, que contribui para a melhor aceitação dos alimentos complementares, bem como familiariza o lactente com tipos e intensidade de sabores da cultura e da região a qual pertence.

PARA A FAMÍLIA:

– O aleitamento artificial acarreta custo adicional no orçamento da família, no qual deve ser considerado o valor do alimento substituto utilizado como também de todos os utensílios, equipamentos e tempo dispensado para preparo.

– Risco de diarréia, custos médicos, medicamentos, internação, falta dos pais ao trabalho por meio de doença da criança.

– O leite materno está sempre pronto para o consumo, com composição e temperatura adequada, proteção contra algumas doenças infantis e também doenças futuras do adulto.

– Aleitamento materno contribui para um melhor desenvolvimento emocional, social e psicomotor nas crianças.

 

FONTE:

Tratado de Alimentação, Nutrição e Dietoterapia (Chemim, Mura)





Nutrição aplicada a atividade física

18 01 2011

Além do lado estético e redução da obesidade a prática de atividade física é apontada como um dos fatores importantes para a prevenção, tratamento e cura de algumas doenças como diabetes, câncer de cólon e de útero, doenças do coração e outras.

Tanto o atleta quanto os praticantes de atividade física necessitam de uma alimentação saudável, seja para atigir os objeticos estéticos ou de saúde esperados, seja para melhorar o desempenho e prevenir lesões e infecções que prejudicam a competição.

É comum ouvir nas academias a preocupação em atingir o peso ideal, ganhar massa, ficar bombado. E por isso o foco está nos suplementos protéicos, caloricos ou nos termigênicos. Eles são muito importantes e podem ajudar muito se usados adequadamente. Mas também existem outros pontos que precisam ser lembrados para garantia de saúde, que são as vitaminas e minerais.

– Para produção de energia, síntese e degradação dos compostos as vitaminas lipossolúveis – A, D, E e K – são essenciais.

– Os carboidartos são utilizados para formação de energia com ajuda das vitaminas do complexo B que são reguladoras do processo aeróbico.

– As vitaminas antioxidantes (C, E e A) atuam como “varredoras” de radicais livres, que são amplamente produzidos durante a atividade física, prevendindo enfermidades como câncer, diabetes e cardiovasculares.

– A carência de vitaminas do complexo B altera o metabolismo energético, ocasiona prejuízos na função neuromotora e consequentemente fadica, dores musculares, náuseas, anorexia, depressão e queda de desempenho.

– A baixa ingestão de vitamina A e outros antioxidantes além de agravar danos causados pelos radicais livres, causa prejuízo na imunidade predispondo a infecções.

– O cálcio é importantissimo para a contração muscular e sua deficiência aumenta o risco de fraturas e causa osteoporose e osteopenia.

– O ferro ajuda no transporte de oxigênio e por isso sua falat diminui o rendimento esportivo em razão de sintomas como fadiga, sonolência e falta de concentração, além de causar anemia ferroprova.

– O cromo é responsável pela manutenção da insulina e estimula a síntese protéica.

Zinco, cobre, manganês e selênio são antioxidantes e combatem a produção de radicais livres. O Zinco, além de antioxidante também atua na produção de energia e crescimento e reparo de tecidos.

Entendeu porque é tão importante preocupar-se também com as vitaminas e não somente com suplementos protéicos e termogênicos?

Se você já pratica ativiade física e não se preocupa em ter uma alimentação balanceada, rica em vegetais, frutas, legumes, fibras e pobre em gorduras, mas não deixa de tomar o suplemento pra granhar massa muscular talvez ainda não tenha sentido os sintomas da carencia vitaminica e mineral ou não soube entender os sinais que seu corpo e deu. É importante que você enetenda que os problemas começam de dentro pra fora, ou seja, seu órgãos sentem primeiro e as vezes você nem perceba isso, mas fique atento pois quando você perceber os prejuízos causados por uma alimentação irregular e o excesso de suplementos pode ser tarde demias. 

Fonte: Tratado de Alimentação, Nutrição e Dietoterapia – Sandra M. Chemin S. da Silva e Joana D’Arc Pereira Mura