28 09 2012

Uma combinação perfeita!

Refrescante e nutritivo. O suco de melão com kiwi é também muito saboroso.

Veja abaixo alguns dos benefícios desse suco.

Melão contém vitamina A e C que previnem a formação de radicais livres e contribuem para o fortalecimento do sistema imunológico. É fonte de vitaminas do completo B que participam do metabolismo energético, manutenção de glóbulos vermelhos e mantém o sistema nervoso saudável. É rico em ferro, por isso auxilia na prevenção e tratamento de anemia; cálcio, fósforo que atuam na formação de ossos e dentes e, potássio que promove construção muscular e corporal e produção de energia. O melão é também um ótimo diurético, e elimina as toxinas presentes no organismo. Previne o surgimento de gota, artrite, acdose e doenças renais, é calmante, contribui para a regulação do ciclo menstrual e eliminação de coágulos de sangue, ativa a circulação. Tudo isso com apenas 30Kcal/100g.

O Kiwi é uma ótima fonte de Vitamina C, E, B6, niacina, potássio, magnésio, cobre, fosfato e fibras dietéticas. Tem efeitos antiinflamatórios, antioxidantes, anticancerígenos e laxativos.
A perfeita combinação das vitaminas A e E pode diminuir o riso de doenças cancerígenas, artério-coronarianas e melhora o sistema imunológico. A vitamina B6, A e a niacina agem atenuando às rugas da pele.
Alguns dos elementos minerais que o compõe, o cálcio, magnésio, ferro e especialmente o potássio, contribuem para equilibrar a tensão arterial, que aumentam as defesas do organismo.

BLOG: https://junutri.wordpress.com/

Receita:
1 Kiwi médio + 2 fatias de melão médias + 100ml de água.
Bata tudo no liquidificador.
E pronto!!!

 





Análise de Suplemento: OxyElite Pro

12 07 2012

A Anvisa proibiu o OxyElite Pro…
http://g1.globo.com/bemestar/noticia/2012/07/anvisa-suspende-emagrecedor-e-alerta-para-risco-de-suplementos.html

É preciso ter muito cuidado com esses suplementos que vocês compram. É só aparecer uma novidade nas revistas que todo mundo quer. Eu não canso de pedir pra procurarem um nutricionista. Quer tomar suplemento? Ótimo, o nutricionista avalia a necessidade e te indica o melhor suplemento para seu caso, ok!!!

 

Vejam abaixo uma análise feita pelo nutricionista Marcus Ávila de Belo Horizonte.

 

 

 

Como já devem imaginar, OxyElite Pro é outro afamado “suplemento” que entra em nosso país pela porta dos fundos, visto que não tem permissão para ser comercializado legalmente em território nacional.

A Anvisa, órgão que regulamenta o comércio de medicamentos e suplementos no Brasil, é muito rigorosa e não libera a venda de produtos sem baseamento científico. Muito menos substâncias perigosas mascaradas como suplementos.

OxyElite Pro contém menos susbtâncias ativas que seus parentes (Jack3d, Lipo 6, etc), sendo apenas seis tipos. Bauhinia purpurea L., Bacopa monnieri, Extrato de Gerânio ?, Cirsium oligophyllum, e Rauvolfia canescens L. e Cafeína. Olhando pelos vários nomes científicos imagina-se que são extratos vegetais e, como muita gente acredita, extratos vegetais não fazem mal à saúde não é verdade? É natural. É aí que muita gente se engana. Vários extratos naturais apresentam efeitos que, acredito, vocês não vão gostar nada de saber. Querem ver?


 Informações nutricionais do OxyElite Pro
Bauhinia purpurea L.: é uma planta nativa da China, conhecida também como unha-de-vaca, “orchid tree” e “butterfly tree“. Muito utilizada na medicina chinesa como antibacteriana, analgésica, anti-diabética, antiinflamatória, antidiarréica, anticancerígena, nefroprotetora e por regular a atividade de hormônios tireoidianos. Na tireoide, hipoteticamente, seu extrato aumenta a conversão de T4 em T3, que é mais metabolicamente ativo.
Bacopa monnieri: é uma planta comum na medicina tradicional indiana conhecida por melhorar a capacidade cerebral melhorando a transmissão de impulsos nervosos. Possui ação antiinflamatória, antitérmica, sedativa e como agente anti-epiléptico. Sugere-se também que ela afete a produção natural de hormônios da tireoide, estimulando um aumento na produção de T4. Parece que a ideia seria promover um efeito sinergico entre a Bacopa monnieri e a Bauhinia purpurea L. Aumentando a produção de T4 (Bacopa monnieri) e a conversão de T4 em T3 (Bauhinia purpurea L). Lindo isso, mas como disse em outros posts, mexer na função da tireoide sem necessidade clínica não é uma boa ideia.
Outros efeitos adversos encontrados foram: toxicidade hepática grave, problemas gastrointestinais, incluindo a frequência aumentada das fezes, cólicas abdominais e náuseas; boca seca, sede excessiva e aumento da frequência urinária, palpitações cardíacas, e a pior de todas, Bacopa monnieri pode afetar a fertilidade masculina.
Extrato de Gerânio: Na verdade, coloquei uma interrogação neste ponto, pois ontem eu fiz uma descoberta que eu não sabia sobre ele. A substância que supostamente é encontrada neste extrato já é nossa velha conhecida aqui no blog. A 1,3-Dimetilamilamina. A descoberta que fiz é que a AHPA (American Herbal Products Association), está solicitando que, à partir de janeiro de 2012, produtos que contenham esta substância não associem ou citem no rótulo como óleo de gerânio ou como qualquer parte da planta gerânio. Uma revisão crítica da literatura científica feita pela AHPA determinou que não há provas credíveis de que o componente 1,3-Dimetilamilamina é encontrado em espécies de gerânio. 1,3-Dimetilamilamina, também conhecida como 1,3-metilexano; metilexanoamina; metilexanamina; metilexamina; 4-metil-2-hexanamina, e 2-amino-4-metilexano, foi uma droga descongestionante nasal sintetizado pelo químico Eli Lilly, em 1971 e conhecida como Forthane.
Mais recentemente, tem sido utilizada em diversos suplementos alimentares com a finalidade de perda de peso e musculação. É uma substância semelhante a uma anfetamina leve. O mais assustador é que, seus efeitos colaterais não são bem estudados ou conhecidos, e tem havido ambos os relatórios positivos e negativos sobre seus efeitos. O produto foi proibido no Canadá, que geralmente é mais rigoroso em relação a suplementos que a maioria dos países. No fim de 2010 a diretoria da UEFA citou várias substâncias que estão proibidas aos seus atletas participantes, e a Metilexamina está entre elas.
Cirsium oligophyllum: é uma planta encontrada, principalmente, na África e na Europa e, recentemente, começou a aparecer no mundo dos suplementos nutricionais com a alegação de que seu extrato ajuda a perda de peso. Na literatura científica só existe um artigo. Trata-se de um estudo japonês feito com a Cirsium oligophyllum. O estudo sugere que o extrato seria capaz de reduzir a gordura corporal, especificamente a gordura subcutânea através do aumento de atividade da cafeína, promovendo um efeito lipolítico mais potente. Este efeito seria, em torno de, dez vezes maior. Tudo bem que há estudo dando informações, mas convenhamos, somente um. Ainda é cedo para afirmar com certeza este efeito sinérgico.
Rauvolfia canescens L: também conhecida como Rauvolfia tetraphylla L. Seu extrato é rico em um composto ativo chamado Rauwolscine, que também é conhecida como α-ioimbina e corynanthidine. É um análogo da ioimbina, mas seus efeitos diferem um pouco. Atua como um bloqueador adrenérgico, exercendo um efeito vasodilatador periférico. Para saber os efeitos da ioimbina leia: Lipo 6 Black – Análise do Suplemento.
Rauvolfia não deve ser ingerida por pessoas que sofrem de depressão, ulcerações ou apresentem tumor da glândula adrenal. Além disso, mulheres que estão amamentando ou grávidas devem evitar esta substância, já que pode passar através do leite materno e pode ter efeitos desconhecidos sobre o feto. Os efeitos colaterais da Rauvolfia incluem congestão nasal, depressão, cansaço e disfunção erétil, depressão grave, aumento de apetite e ganho de peso e sonolência. A operação de veículos ou máquinas pesadas deve ser feita com precaução.

  Tamanho da cápsula comparada à uma moeda
 
Cafeína: A cafeína, chamada quimicamente de 1, 3, 7 trimetilxantina, pertence ao grupo das xantinas. É metabolizada pelo fígado e tem efeitos em vários tecidos, como no Sistema Nervoso Central, musculatura esquelética, cardíaca, lisa brônquica, na função renal e no trato gastrintestinal. Ela induz uma estimulação indireta do sistema nervoso, aumentando a excitação dos motoneurônios, facilitando o recrutamento das unidades motoras dos músculos. Além disso, aumenta a atenção, a concentração, melhora do humor, melhora o tempo de reação, aumenta a liberação de adrenalina e noradrenalina, a mobilização de gorduras e seu uso como energia pelos músculos.
Informações e avisos quanto ao risco de uso deste produto
Conclusão:  
OxyElite Pro não justifica seu uso. Seus componentes, em sua maioria, não apresentam respaldo científico, a maioria dos estudos encontrados foram feitos em modelos animais, e não foram reproduzidos em humanos. Excluindo a cafeína, nenhuma das substâncias me apresentou garantias reais de que agem na degradação de gordura sem comprometimento da saúde. Assim, não recomendo seu uso. Alimentação adequada, exercícios sérios e disciplina podem promover resultados bem melhores que os esperados pelo uso deste produto.
Nutr. Marcus Ávila
Belo Horizonte – MG
www.pesosaudavel.com.br

FONTE: Portal Meu Nutricionista





Chia – Sabe como ela age?

17 05 2012

Clique na imagem para ampliar





Chia – A queridinha da vez.

17 05 2012

Está na moda e promete milagres. Emagrece, dá energia, riquíssima em vitaminas, concentração, memória, músculos…. a mídia tem divulgado muitos benefícios para a Chia. Mas até que ponto isso tudo é verdade? Em quem acreditar? Quanto tomar? Quando tomar? Sou gestante, amamento, tenho problemas de saúde. E ai?

Bom, minha primeira dica, como sempre, é não acreditar em tudo que aparece por ai. Emagrecer 2Kg em 3 dias não bom pra sua saúde, é tentador, mas te garanto que te trará mais prejuízos que benefícios. A segunda é procurar um NUTRICIONISTA de sua confiança para te ajudar a encontrar o melhor horário e a melhor quantidade para você, ok!

Vamos lá!

A Chia é uma semente mexicana usada desde antes de Cristo com o intuito de aumentar a resistência, energia e força necessária sob condições extremas de calor intenso e escassez de água e alimentos.

Emagrece?

Sim, ela como toda fibra reduz a absorção de gorduras e carboidratos, reduzindo assim as calorias ingeridas, além de ajudar no funcionamento intestinal  isso tudo influencia muito na redução de peso. Mas também tem outra propriedade, quando entra em contato com líquido ela forma uma capa em gel que aumenta seu volume dando uma sensação de saciedade mais rápido.

Regula o intestino?

Sim, justamente pelo alto teor de fibras, mas para isso é necessário ingerir bastante água, se não o efeito é contrário. 100g de chia tem 13,6g de fibra, pra você ter noção precisamos de 25 a 30g de fibras por dia. (essa medida é para adultos sem nenhum problema de saúde, ok!)

100g de chia = aproximadamente 7 colheres de sopa

Auxilia no tratamento de diabetes?

Assim como toda fibra, já que reduz a absorção de carboidratos evitando picos da glicemia.

Ômega 3:

Ela é rica em ômega 3 então melhora concentração, memória, deixa a pele mais bonita, previne doenças cardiovasculares, aumento do colesterol, envelhecimento precoce, minimiza os danos causados pelos raios UV, poluição, evita depressão e aumenta a absorção de muitos nutrientes. Estudos comprovaram que gestantes que consumiram ômega 3 durante a gravidez tiveram filhos com Q.I. mais alto do que as que não consumira. Uma colher de sopa cheia tem aproximadamente 2 g de ômega 3.

Cálcio:

Intolerante a lactose que agradeçam. É uma ótima e confiável fonte de cálcio, uma porção de 25g (aproximadamente 2 colheres de sopa) tem cerca de 21% da necessidade diária de cálcio. Ele é importantíssimo para formação e manutenção de ossos e dentes, e ainda ajuda na contração muscular, regulação hormonal.

Ferro:

Ferro não falta. Uma porção atende 67,8% das necessidades diárias de ferro. Então ela previne e trata anemia ferropriva, faz bem pro coração. Para idosos ou crianças que tem dificuldade de ingerir um volume maior de alimentos fonte de ferro (vegetais ver escuros) é perfeito. Mas atenção, ela não substitui só evita que você tenha a deficiência, o ideal é consumir de tudo, tanto os vegetais quanto a chia.

Proteína:

Um dos vegetais que oferecem uma quantidade relevante de proteína, é a que tem maior teor de proteína se comparada com outros cereais como milho, arroz, aveia, cevada e trigo. Então se você pratica atividade física ou é vegetariano ela é ótima.

Magnésio:

Ela também é fonte de magnésio que é essencial para o funcionamento cerebral e ligações cognitivas. Uma porção oferece 27,9% das nossas necessidades diárias.

Vitamina A:

Com 20% das nossa necessidades diárias de vitamina A, uma porção de chia melhora o sistema imunológico, protege a pele o os olhos.

Potássio:

É uma boa fonte de potássio (6,4% das necessidades diárias/porção). Diminui os episódios de câimbras e ainda ajuda no tratamento da hipertensão.

Vitaminas do Complexo B:

Ela são fundamentais para o funcionamento do sistema nervoso, metabolismo de gorduras, carboidratos e proteínas fazendo com que nosso corpo funcione melhor. A chia é fonte dessas vitaminas também. (13% das necessidades diárias de niacia , 4,6% das de riboflavina e 30% das de tiamina/porção).

Antioxidante:

Ela possui ácido cafeico e ácido clorogênico. Sabemos que não há nada melhor que os antioxidantes para combater a ação dos radicais livres, envelhecimento celular e várias doenças, inclusive o câncer.

Manganês:

Participa da síntese de várias reações enzimáticas, estimula o crescimento dos ossos e tecido conjuntivo. Ótimo para crianças e idoso. A porção contém 63,5% das necessidades diárias.

Zinco:

Atua na imunidade, paladar, olfato, visão, liberação de hormônio do crescimento e formação do colágeno. Uma porção tem 12,3% das necessidades diárias de zinco. Precisa de mais alguma coisa?

Cobre:

Que facilita a absorção de ferro, formação da hemoglobina, melhora a imunidade e ajuda na formação de elastina e colágeno. Uma porção tem 30,5% das necessidades diárias.

 

Deu pra perceber que ela realmente é muito benéfica, mas quem pode utilizar?

Praticamente todas as pessoas podem. Se você tem algum problema de saúde, é criança, gestante ou nutriz deve sempre ingerir com acompanhamento de NUTRICIONISTA. Só este profissional qualificado poderá determinar a quantidade e horários adequados para que você não tenha prejuízos.

Quanto tomar?

Se você faz acompanhamento com nutricionista ele fará os cálculos e determinará a quantidade que você deve tomar. Se não faz, utilize no máximo duas colheres de sopa rasa por dia, cada uma em um horário diferente. Não vai exagerar.

Como utilizar?

Pode colocar no leite, suco, iogurte, água…

Ela não tem um sabor muito forte. Mas cria um gel então é bom misturar e tomar na hora. Não deixar guardado.

Ela é encontrada em forma de semente, farinha e óleo. A farinha pode ser usada igual a semente. E o óleo pode ser colocado na salada no lugar do azeite, no pão substituindo a margarina e se preferir pode bater colocar no leite, suco e vitamina também.

Qual o melhor horário pra tomar?

Muitos profissionais tem indicado 30 minutos antes do almoço e 30 minutos antes do jantar. É um bom horário, pois vai te ajudar a consumir menos alimentos durantes essas refeições. Eu indico da seguinte maneira: tomar uma porção no horário que você sentir mais fome, mais vontade de comer doces, antes de dormir se tiver o hábito de acordar de madrugada para comer, porque vai ajudar a reduzir a essa vontade. E a outra porção antes de uma das grandes refeições (almoço e jantar).

Mas é sempre bom alternar esses horários porque como toda fibra ela diminui a absorção de alguns nutrientes (vitaminas e minerais), se você toma sempre no mesmo horário vai ficar sem muitos nutrientes daquela refeição, entendeu. Se toma cada dia em um horário consegue absorver os nutrientes de todas as refeições.

Outra informação importante é: Não fique o resto da vida tomando só a Chia. Tem outros cereais que também são muito bons para a saúde, mas que não estão na moda, nem são muito falados pela mídia. Então, tome por 3 meses, depois troque por outro, depois volta a tomar de novo. Assim você consegue aproveitar o que cada um tem de melhor.

Use com moderação, com ajuda de um profissional qualificado. Se não tem condições de pagar um nutricionista para te indicar a quantidade e o horário procure uma loja que tenha um nutricionista para te explicar como fazer, hoje temos muitas lojas de produtos naturais que tem nutricionista para atender os clientes.





Comi demais no natal, e agora?

25 12 2011

Operação NATAL concluída. Ceia farta, muita carne, vinho, farofas recheadíssimas, refrigerantes, cervejinhas. Tudo muito gostoso e sem dúvida bem calórico.

Mas não se desespere, ainda dá tempo de recuperar, ou melhor, perder os excessos do final de semana. Para isso faça algumas trocas inteligentes que ajudaram a reduzir as calorias da sua semana e consequentemente perder os quilinhos que ganhou.

 Antes de tudo é importante saber que deixar de comer NUNCA é a melhor opção. Você deve ingerir a quantidade de calorias e alimentos certos, porque assim também terá nutrientes ideais para o perfeito funcionamento do seu organismo.

 Para começar o dia bem “light” troque o leite integral, do café da manhã, pelo desnatado e o achocolatado pelo cacau em pó, por frutas, hortelã. O pãozinho deve receber uma quantidade menor de margarina, manteiga, requeijão (ou o que você estiver acostumado). Clique aqui para saber qual é a melhor opção.   Você ainda deve acrescentar uma fruta que vai fazer com que você se sinta saciado por mais tempo e tenha menos vontade de comer.

 

No meio da manhã uma fruta ou barrinha de cereal cai muito bem. Assim você sente menos fome na hora do almoço.

 

E por falar nisso, pra não errar no almoço, comece pelas saladas, principalmente as folhas, as fibras encontradas nelas ajudam a reduzir a absorção de gorduras, proteínas e carboidratos e consequentemente de calorias, além de proporcionar a sensação de saciedade mais rápido, assim você come menos. Excluir o arroz não é bom, pelo contrário, a combinação de arroz com feijão oferece uma quantidade ótima de proteínas. Mas também não vai exagerar, ok!

Carnes magras sem dúvida são a melhor opção.

 

A maioria das pessoas só vai fazer a próxima refeição só no jantar, não é verdade? Mas isso é errado. Você precisa e um lanche da tarde. Coma pão com fatias de queijo magro, ou peito de peru defumado, suco de fruta ou chá.

O chá é uma boa pedida pra quem está se sentindo inchado, tem muitas opções diuréticas e até algumas com propriedades que facilitam o emagrecimento, como é o caso do chá verde. Sem falar que eles têm bem menos calorias que os sucos de frutas e para incrementar você pode colocar alguns pedaços de frutas no meio. Chá verde com sementes de maracujá ou abacaxi fica ótimo.

 

Depois ainda tem que jantar. Pode ser igual o almoço, mas claro que em menor quantidade. E se organize para que não seja muito tarde. Se não quiser comer arroz e feijão você pode substituir o arroz por pão e o feijão por ervilha e fazer um sanduíche.

 

Antes de dormir você pode tomar um copinho de leite com canela. A canela possui algumas substâncias termogênicas. E, segundo alguns estudos, o leite te ajuda a dormir melhor.

Você deve estar pensando. “EU VOU COMER MUITO, ASSIM VOU ENGORDAR.”

Vai por mim, se fizer todas essas refeições que eu descrevi, na quantidade correta (essa quantidade só um nutricionista pode te falar e só depois de uma avaliação nutricional completa) você vai perder as gordurinhas que ganhou com a ceia de natal.

 

Não se esqueça também de beber bastante água. Clique aqui para saber o quanto de água tomar.





Anfetamina, Sibutramina?? O que você prefere?

6 10 2011

A ANVISA proibiu, nesta terça-feira, a venda de emagrecedores a base de anfetamina (femproporex, anfepramona e manzidol) eles deverão ser retirado do mercado em 60 dias e os pacientes em tratamento com estes devem ser reavaliados. Mas manteve a permissão da venda de sibutramina, mas para isso é necessária a ampliação do controle. Agora o pciente e o médico deverão assinar um termo de informação sobre a eficácia e segurança do medicamento.

 

E você, o que acha disso? Para poder responder é importante saber o que são e quais efeitos causam em seu organismo.

Anfetaminas:

O consumo pode provocar hiperatividade e uma grande necessidade de movimento, podendo aumentar a atenção e concentração (bastante usada por estudantes). Além disso diminuem o sono e a fome (por isso auxiliam no emagrecimento). Também são usadas no tratamento de epilepsia, Parkinson, narcolepsia e danos cerebrais em crianças

O estado de excitação nervosa, euforia, loquacidade e aumento do grau de confiança, pode resultar numa diminuição da auto-crítica. Mas esses efeitos podem se tornar negativos, mais rápido do que se imagina, então a pessoa apresenta fadiga, depressão, apatia ou agressividade (ocasionalmente).

O consumo de anfetaminas pode provocar sede, transpiração, desidratação, diarréia, taquicardia, aumento da tensão arterial, náuseas, má disposição, dor de cabeça, tonturas, vertigens, sono conturbado e pouco reparador. São freqüentes tiques exagerados e anormais da mandíbula ou movimentos estereotipados. Nos casos de perda de apetite devido ao uso constante de anfetaminas, poderá correr o risco de desenvolvimento de uma anorexia nervosa, desnutrição e até morte.

Uma dosagem muito alta pode provocar inquietação, alucinações, aumento da temperatura corporal, taquicardia, náuseas, vômitos, cãibras abdominais, fortes dores no peito, insuficiência respiratória e cianose, aumento da circulação sanguínea, dificuldade de micção, perda de consciência, convulsões e morte.

 

Sibutramina:

A sibutramina age em duas partes do sistema nervoso central: no centro do apetite e no da saciedade. Ambos estão localizados na região do hipotálamo. A droga reduz a captação do neurotransmissor responsável pelo apetite (noradrenalina) e do que causa sensação de saciedade (serotonina), Isso impede que os neurotransmissores entrem nos neurônios. Por isso a pessoa fica com menos apetite e sente mais saciedade, porque os neurônios estão banhados de serotonina e noradrenalina.

Ela é indicada para o tratamento da obesidade quando a perda de peso está clinicamente indicada, deve ser usada em conjunto com dieta e exercícios, como parte de um programa de peso, QUANDO SOMENTE A DIETA E OS EXERCÍCIOS COMPROVAM-SE INEFICIENTES. (Isso significa que você deve tentar dieta e exercícios antes de tomar a sibutramina)

Não é indicada para menores de 18 anos, com problemas cardíacos e renais, tendo em vista a ausência de estudos clínicos. Pacientes com hipertensão dever ser monitorados pois a sibutramina pode elevar os níveis pressóricos.

Pode prejudicar julgamentos, pensamentos ou habilidade motora. Além disso podem causar dor de cabeça, secura da boca, insônia, dor nas costas, vasodilatação, taquicardia, hipertensão, palpitações, anorexia, constipação, aumento do apetite, náusea, dispepsia, vertigem, parestesia, dispnéia, sudorese, alterações do paladar, dismenorréia, convulsões.

Paciente tratados com sibutramina apresentam mais resfriado, sinusite, doenças do aparelho auditivo.

 

Não posso negar que esse medicamento são bem atraentes e oferecem um resultado muito rápido, mas como você puderam ver os benefícios trazem com eles vários efeitos bem desagradáveis. Então eu te apresento algo que mudará sua vida!

A reeducação alimentar!!!

Já ouviu falar dela?

Com reeducação alimentar você atinge o seu objetivo, independente de qual ele seja. Você quer emagrecer? Quer engordar? Quer tratar diabetes? Hipertensão? Doença renal? Tudo isso e muito mais você trata com reeducação alimentar. E de bônus ainda ganha cabelo bonito, hidratado, brilhante, pele saudável, com aparência de mais jovem (prevenção de envelhecimento precoce), sem acne, unhas fortes. E principalmente previne doenças, muitas doenças, dentre elas diabetes, hipertensão, doença renal, gastrite, refluxo, câncer (a maioria deles) etc, etc, etc.

Com a reeducação alimentar você aprende a comer e não passa fome (como passaria com essas dietas de revistas), pelo contrário você se sente saciado o dia todo e não fica com o “estômago pesado” como ficaria se tivesse comido demais.

Com ela você garante o aporte adequado de vitaminas e minerais o que te dará mais saúde.

Alimentos tem poderes que você nem imagina. Além disso tem os fitoterápicos, que são naturais e oferecem bem menos riscos.

Risco da reeducação alimentar:

…..

NENHUM!!! Isso mesmo não existe risco.

E ai?

Qual você vai escolher? Um medicamento que faz efeito, mas tem muitos efeitos indesejáveis (ajuda de um lado e atrapalha de outro) ou uma reeducação alimentar que faz com que você atinja seu objetivo e ainda te traz mais uma série de benefícios.

 

Procure um nutricionista, peça orientação. Pode acreditar, essa é a melhor escolha.

 

REFERÊNCIAS:

Slideshare

Folha UOL

BULA





Terapia nutricional na AIDS

17 08 2011

A alimentação adequada dos portadores de AIDS (Síndrome da Imunodeficiência Adquirida) tem como objetivo evitar a perda de peso, assim como controlar as alterações metabólicas causadas pela doença.

A AIDS está relacionada com a depleção nos linfócitos T auxiliadores CD4+ no sangue periférico. A depleção progressiva de pool de células CD4, em conjunto com outras alterações no sistema imunológico, leva a imunodeficiência. A molécula CD4, apresenta na superfície de linfócitos T auxiliadores (T4), parece funcionar como o principal receptor celular para o HIV, permitindo sua entrada na célula hospedeira, o que explica a depleção de linfócitos T CD4+ na AIDS.

Também chamada de SIDA, ela contém, principalmente, 3 estágios:

> Estágio inicial:

– Contagem de células CD4 > 500 células/mm³

– Sintomatologia: dermatites e linfadenopatia

– Declínio da contagem de CD4 de 50 células/mm³ por ano

> Estágio Intermediário:

– Contagem de células CD4 entre 200 e 500 células/mm³

– Sintomatologia: candidíase oral e vaginal, neuropatia periférica, displasia cervical, herpes zoster e febre

> Estágio final:

– Contagem de células CD4 < 200 células/mm³

– Sintomatologia: infecções oportunistas, doenças neurológicas e tumores

 

TRATAMENTO NUTRICIONAL:

O estado nutricional destes pacientes é comprometido pela redução da ingestão de alimentos em razão da anorexia, vômitos, náuseas diarréia, dispnéia, doenças neurológicas ou alterações na boca e estômago. Com o trato gastrintestinal afetado a absorção de nutrientes é reduzida e, as necessidades aumentadas pela febre e infecções. Doenças oportunistas prejudicam a absorção de lipídeos.

O peso é um dos parâmetros mais importantes já que a perda de até 5% do peso usual aumenta significativamente a morbimortalidade. Deve-se, portanto, evitar desnutrição, imunodeficiência e infecção.

Alguns exames devem ser solicitados, são eles:

– Dosagem de albumina sérica

– Dosagem de pré-albumina

– Proteína ligadora do retinol

– Capacidade ligadora de ferro

– Dosagem de transferrina

(Estes acima para monitoração de proteínas viscerais)

– Glicemia de jejum

– Triglicerídeos

– Colesterol e frações

– Teste de sensibilidade cutânea *

– Contagem total de linfócitos *

(* Devem ser avaliados com cautela em razão da situação imunológica comprometida)

– Examinar também unhas e pele para detectar sinais de deficiências nutricionais.

 

Recomendações:

Os fatores de injúria e atividade utilizados devem ser de 1,25 quando utiliza-se a equação de Harris- Benedict.

RECOMENDAÇÕES NUTRICIONAIS DE PROTEÍNAS

PACIENTES SINTOMÁTICOS

PACIENTES ASSINTOMÁTICOS

35 – 40Kcal/Kg de peso/dia

1,5 – 2g de proteína/Kg de peso/dia

 

35Kcal/Kg de peso/dia

2 – 3g de proteína/Kg de peso/dia

25 – 30Kcal/Kg de peso atual

0,8 – 1,25g de proteína/Kg de peso/dia

120:1cal não protéico/g nitrogênio

 

As recomendações de carboidratos e gorduras devem seguir as necessidades normais para idade, porém, se o paciente apresenta diarréia a dieta deve ser hipogordurosa com restrição de lípides de cadeia longa, utilizando-se TCM (Triglicerídeos de cadeia média).

Os pacientes com AIDS tem aumento de triglicerídeos e redução de HDL-c. Estudos utilizando ômega-3 demonstram benefícios na diminuição da trigliceridemia e melhora da massa corporal magra.

Deve-se escolher a via oral para atingir as necessidades energéticas diárias. Algumas mudanças, como racionamento das refeições, mudanças da temperatura do alimento podem auxiliar as dificuldades encontradas nas infecções. Há também alguns suplementos disponíveis no mercado.

Se o trato gastrintestinal estiver funcionando e a ingestão oral não for suficiente deve-se utilizar terapia enteral precoce e agressiva.

Se a ingestão e absorção estiver comprometida por diarréia ou outro sintoma gastrintestinal indica-se fórmulas com peptídeos e TCM.

A combinação de fórmula com nutrientes imunomoduladores como arginina, glutamina, vitaminas e ômega #, tem demonstrado melhora na resposta imunológica e diminuição da perda de massa magra nos pacientes com AIDS.

As necessidades de algumas vitaminas e minerais também está alterada e merece atenção especial, são algumas delas:

VITAMINAS E MINERAIS

AIDS

Vitamina A

2 – 4 vezes RDA

Ferro

Moderação

Vitamina E

15 – 800 UI

Zinco

1,3 vezes RDA

Vitamina C

1000mg

Tiamina

5 vezes a RDA

Riboflavina

5 vezes a RDA

Niacina

Aumentadas

Vitamina B6

2 vezes a RDA

 

Aspectos práticos:

– A ênfase na higienização oral e de mãos é indispensável para evitar as infecções oportunistas.

– A água deve ser mineral ou filtrada, se não for possível, deve ser fervida e clorada.

– Legumes e verduras devem ser lavados em água corrente e depois deixados de molho em solução clorada por cerca de 15min.

– Carnes cruas ou mal passadas e peixes crus devem ser evitados.

 

FONTE:

Tratado de Alimentação, Nutrição e Dietoterapia – Chemin e Mura