Aprecie com moderação

15 08 2011

Pra comemorar, pra desabafar, se estiver muito feliz, muito triste, com amigos, sozinho, rico, pobre, homem, mulher não faz diferença. O fato é que a POF (Pesquisa de Orçamento Familiar) constatou que o consumo de álcool está muito alto.

E eu me pergunto, com tanta informação nesse mundo da globalização porque as pessoas insistem em consumir exageradamente bebidas alcoólicas? Já que é para “apreciar com moderação” e não poder dirigir depois de ingerir, então elas não devem fazer tão bem assim.

Vamos começar então com os efeitos do álcool no organismo.

O álcool afeta o corpo todo.

Geralmente a pessoa fica com a fala arrastada, falta de coordenação motora, aumento da autoconfiança e euforia, mas algumas ficam deprimidas e contidas. Doses elevadas de álcool podem fazer com que o humor fique instável com euforia e melancolia, agressão e submissão. Há ainda perda dos sentidos e do desempenho intelectual e motor, além disso, aumenta a sensação de calor.

O consumo de álcool também gera diurese autolimitada, vasodilatação cutânea (vermelhidão), retardo no trabalho de parto, prejuízos no desenvolvimento fetal, degeneração neurológica, como a demência e neuropatias periféricas, hepatopatia que progride para a cirrose e a insuficiência hepática, tolerância, dependência física e psicológica (vício).

Segundo a Secretaria Municipal de Transportes de São Paulo e Médicos, os efeitos do álcool (Etanol) sobre um indivíduo com 70 kg de peso, podem ser descritos como se segue:

Efeitos do álcool

DOSE (g/l) EQUIVALENTE EFEITOS
0,2 a 0,3 1 copo de cerveja, 1 cálice pequeno de vinho, 1 dose de uísque ou de outra bebida destilada AS funções mentais começam a ficar comprometidas. A percepção da distância e da velocidade é prejudicada.
0,31 a 0,5 2 copos de cerveja, 1 cálice grande de vinho, 2 doses de bebida destilada O grau de vigilância diminui, assim como o campo visual. O controle cerebral relaxa, dando a sensação de calma e satisfação.
0,51 a 0,8 3 ou 4 copos de cerveja, 3 copos de vinho, 3 doses de uísque Reflexos retardados, dificuldade de adaptação da visão a diferenças de luminosidade, superestimação das possibilidades e minimização de riscos e a tendência a agressividade.
0,81 a 1,5 Grandes quantidades de bebida alcoólica Dificuldades de controlar automóveis, incapacidade de concentração e falhas de coordenação neuromuscular.
1,51 a 2 Grandes quantidades de bebida alcoólica Embriaguez, torpor alcoólico, dupla visão.
2,1 a 5 Grandes quantidades de bebida alcoólica Embriaguez profunda.
>5 Grandes quantidades de bebida alcoólica Coma alcoólico.

Esses sintomas não são somente simples sintomas, para que haja essa desordem no organismo o corpo sofre muito. Veja abaixo a figura que encontrei em um site de busca.

E no dia seguinte? Ai vem a ressaca, um conjunto de sintomas desagradáveis que são, principalmente, dor de cabeça, náuseas e vômito, sede, sensibilidade a luz e ao som, falta de apetite, sonolência, tontura, tremor e fadiga.

Após ler isso tudo você vai parar de beber?

Não? Foi o que eu pensei, então separei algumas dicas para minimizar os danos da bebida e os sintomas da ressaca.

– Hidratação, essa é a principal e mais importante. A ingestão de álcool causa desidratação. É importante beber água antes, durante e depois da “bebedeira”. Além de te hidratar a água vai ajudar a eliminar os produtos tóxicos do álcool.

– Suco de acerola, limão e laranja são ótimas fontes de vitamina C, um antioxidante perfeito para proteger ser corpo.

– Ingerir isotônicos e água de coco é excelente para repor os minerais perdidos.

– O café amargo não é uma boa pedida, já que a cafeína também é diurética fazendo com que haja mais perde de líquidos.

– Prefira também os alimentos mais leves e de fácil digestão (pobres em gordura, rica em frutas, vegetais e líquidos), pois estômago já foi bastante danificado pelo álcool.

– Deixe de lado os molhos brancos, queijos amarelos e frituras.

Mas lembre-se que o ideal é, realmente, moderar no consumo. Tudo que é exagerado faz mal.

FONTE: 

UFRJ

Os efeitos do álcool na condução

Dr. Valdir Ribeiro

LEIA TAMBÉM:´

Álcool e calorias

Cirrose

Anúncios




Bebidas alcoólicas e suas calorias

1 03 2011

O Carnaval está chegando e o que você escolhe pra beber? Cerveja? Vodka? Água? Refrigerante? Suco?

E nos finais de semana? Qual a sua bebida preferida?

Bom, que o álcool traz alguns prejuízos a saúde todos sabemos. Há quem diga existam pontos positivos, eu não discordo. Seja por lazer ou por qualquer outro motivo é preciso prestar atenção na quantidade, já que contém calorias e MUITAS. 

Agora é só fazer a conta e você saberá quantas calorias bebe em uma noitada. Ai você entenderá porque a barriguinha está começando a aparecer ou porque ela  está cada dia maior.

CALORIAS DAS BEBIDAS ALCOÓLICAS

 

Quantidade

Kcal

Pinga

1/2 copo (100ml)

231

Batidas

1/2 copo (100ml)

251

Cerveja

1 copo (240ml)

101

Cerveja light

Embalagem (360ml)

148

Champagne

1 taça

85

Chopp

1 tulipa (150ml)

90

Cidra

1/2 copo (100ml)

50

Conhaque

1 dose (50ml)

125

Daiquiri

1/2 copo (100ml)

116

Gim

1 dose (30ml)

60

Licores

1 cálice (20ml)

69

Meia de seda

1 copo (240ml)

140

Ponche

1 copo (200ml)

100

Rum

1 copo de 50ml

110

Saquê

1 cálice (30ml)

41

Vermute doce

1 cálice (35ml)

50

Vinho branco doce

1 taça (110ml)

142

Vinho branco seco

1 taça (100ml)

85

Vinho de maçã

1 taça (100ml)

32

Vinho moscatel

1 taça (10ml)

137

Vinho rosé

1 taça (100ml)

74

Vinho tinto

1 taça (100ml)

65

Vodka

1 cálice (30ml)

72

Wisky

1 dose (100ml)

240

 

Não é proibido ingerir bebida alcoólica, mas façam  com moderação, mesmo se não estiverem dirigindo, afinal não é somente em batida de carro que da pra morrer…

 

 

Fonte:

Informação nutricional

Efeitos do alcoolismo