Férias mais saudáveis pros seus filhos!!!

2 07 2012

Férias mais saudáveis pros seus filhos!!!

Anúncios




Evite o desperdício

27 09 2011

A falta de orientação ou o mau hábito são o que leva os brasileiros a desperdiçarem toneladas de alimentos diariamente. Enquanto um cidadão consome 35 quilos de hortaliças anualmente, ele joga fora outros 37 quilos. Já uma família de classe média joga fora mais de 180 quilos de comida todos os anos, o que poderia alimentar uma criança que passa fome por seis meses.

As informações são da nutricionista Ana Cláudia Montes Cardoso, que afirma que partes do alimento que posteriormente iriam para o lixo podem ser bem aproveitadas, servindo para suprir a carência de nutrientes no organismo e tornando o cardápio mais saudável e criativo. “O cabelo do milho, por exemplo, tem mais vitamina C, potássio, proteínas, cálcio, carotenóide e fósforo do que o bagaço”, disse.

Nutricionista Ana Cláudia Montes sugere formas de reaproveitar os alimentos

Segundo a nutricionista, não só dentro dos lares, mas desde restaurantes até as crianças nas escolas precisam ter uma educação nutricional. O excesso de manuseio dos alimentos nos supermercados por parte dos clientes também agravam o desperdício de alimentos. “É preciso eliminar alguns preconceitos alimentares de que esse tipo de alimentação é somente usado em programas sociais voltados para população de baixa renda. O reaproveitamento dos alimentos ajuda a diminuir doenças como obesidade e pressão alta”, disse.

 Reaproveitando com saúde

Para evitar o desperdício o empresário Ricardo Silva Oliveira busca maneiras de reaproveitar os alimentos no restaurante que possui há mais de um ano. Diariamente são processados 120 quilos de alimentos, oferecidos a aproximadamente 230 clientes.

Talos de hortaliças, como da couve-flor, são utilizados para produzir novas receitas. “Outra forma de evitar o desperdício é elaborar os pratos aos poucos, de acordo com a demanda. Quando chega ao final do expediente, as cubas estão vazias e todos os clientes foram atendidos com comida fresca e sem desperdícios”, disse Ricardo.

O empresário acredita que o consumidor brasileiro ainda não tem maturidade para apreciar algum tipo de alimento elaborado a partir de cascas, principalmente em um restaurante onde ele está pagando pelo alimento. Mas ele tenta mudar esta realidade oferecendo pratos nutritivos aos clientes.

O que pode ser reaproveitado?

– Os talos de couve, agrião, beterraba, brócolis e salsa contêm mais nutrientes e fibras que a própria hortaliça. Devem ser aproveitados em refogados, farofas, no feijão e na sopa.
– Não jogue fora os talos do agrião, pois eles contêm muitas vitaminas. Limpe, pique e refogue com tempero e ovos batidos.
– As folhas da cenoura são ricas em vitamina A. Devem ser aproveitadas para fazer bolinhos, sopas ou picadinhos em saladas.
– A água do cozimento das batatas acaba concentrando todas as vitaminas. Aproveite-a, juntando leite em pó e manteiga para fazer purê.
– A casca da laranja fresca pode ser usada em pratos doces à base de leite, como arroz doce e cremes.
– A parte branca da melancia pode ser usada para fazer refogados com carne moída.
– Com as cascas das frutas (goiaba e abacaxi), pode-se preparar sucos batendo-as no liquidificador.
– Sementes de mamão no suco, vitaminas e geleias, são usadas para agir na excreção da bílis, limpando o fígado e o estômago.

Dia Mundial da Alimentação

No dia 16 de outubro é comemorado o Dia Mundial da Alimentação, quando acontecem atividades de conscientização da sociedade quanto a luta contra a fome, desperdício e cooperação econômica. Em Uberlândia, os membros do Conselho de Nutricionista vão promover uma mobilização em torno da temática da “Fome, Obesidade, Desperdício: Não Alimente este Problema”. Entre as atividades que acontecerão no Parque do Sabiá, haverá avaliações nutricionais, doações de mudas de árvores frutíferas, atividades físicas e exposições de trabalhos de entidades.

Anote a receita:

Tomates Recheados com sobras de arroz

1 xícara (chá) de sobras de arroz
2 colher (sopa) de salsa picada
2 ovos cozidos
2 colheres (sopa) de queijo ralado
6 tomates grandes
10 azeitonas verdes

Corte os tomates ao meio e retire a sementes. Misture o restante dos ingredientes e recheie os tomates.

MINHA DICA: Utilize receheios diferentes, você pode misturar o que sobrou de carne moida, feijão e arroz e colocar dentro do tomate, pure de batata, strogonoff também, frango desfiado, legumes picados e cozidos. Além disso faça cortes diferente como o da imagem, fica um prato bonito e se você tiver alguma criança ela vai adorar.

Cocada de melancia

500 gramas de entrecasca de melancia
20 gramas de margarina
350 gramas de açúcar
1 coco

Caramelizar 100 gramas de açúcar. Acrescentar a entrecasca de melancia ralada e mexer em fogo brando. Acrescentar o cdco ralado, 250 gramas de açúcar e 300 ml de água. Cozinhar até soltar do fundo da panela. Passar toda a margarina numa superfície lisa e colocar o doce a colheradas.

 

FONTE: Jornal Correio de Uberlândia





Novo endereço de atendimento

19 08 2011





Pescados, como saber se estão bons?!?!

27 05 2011

Megaminas.com em 26/05/2011:

A Polícia Militar de Meio Ambiente apreendeu na tarde desta quinta-feira (26) em Uberlândia, mais de meia tonelada de peixe. O produto estava sendo comercializado de forma irregular. Segundo a Polícia Ambiental, os peixes estavam sendo vendidos na rua, o que é proibido.

“Abordamos o homem na rua mesmo enquanto ele vendia os produtos”, explica o cabo da PM, Ermírio Resende. Depois os policiais foram até um local onde o dono da mercadoria armazenava os peixes. Na fachada está escrito “peixaria”, mas segundo a polícia, ele não tem licença para o comércio. “Ele diz que é pescador profissional e alega ser feirante, mas não tem licença para ter peixaria”, destaca o cabo.

Durante a reportagem, o dono do estabelecimento, Geraldo Gerônimo, tentou impedir a equipe da TV Integração. Ele chegou a colocar o dedo na câmera e falar para não ser filmado. Mas em seguida o policial pediu para ele tirar o dedo da câmera e afirmou que ele estava errado.

Seiscentos quilos de pescado foram apreendidos, a maioria sem condições de consumo. Os peixes foram levados para o aterro sanitário. O repórter da TV Integração fez um boletim de ocorrência.

 

Esse senhor teve seus peixes apreendidos, mas e os que não são denunciados ou pegos pela polícia como ele e continuam vendendo os produtos sem condições de higiêne adequada e com o prazo de validade extrapolado.

Veja abaixo algumas dicas para saber se o peixe que você quer comprar está ou não em ótimas condições:

 

 

Peixe fresco

 

  • Estar livre de: contaminantes físicos (areia, pedaços de metais, plásticos e/ou poeira), químicos (combustíveis, sabão e/ou detergentes) e biológicos (bactérias, vírus e/ou moscas).
  • Aparência: ausência de manchas, furos ou cortes na superfície.
  • Escamas: bem firmes e resistentes. Devem estar translúcidas (parcialmente transparentes) e brilhantes.
  • Pele: úmida, tensa e bem aderida.
  • Olhos: devem ocupar toda a cavidade, ser brilhantes e salientes, sem a presença de pontos brancos ao centro do olho.
  • Membrana que reveste a guelra (opérculo): rígida, deve oferecer resistência à sua abertura. A face interna deve estar brilhante e os vasos sanguíneos, cheios e fixos.
  • Brânquias: de cor rosa ao vermelho intenso, úmidas e brilhantes, ausência ou discreta presença de muco (líquido pastoso).
  • Abdômen: aderidos aos ossos fortemente e de elasticidade marcante.
  • Odor, sabor e cor: característicos da espécie que se trata.
  • Conservação: deve ser mantido sob refrigeração ou sobre uma espessa camada de gelo.

 

 

 

Peixe congelado

 

  • Conservação: verifique se o produto está armazenado na temperatura de conservação informada pelo fabricante na embalagem. Os produtos não podem estar amolecidos ou com acúmulo de líquidos, sinal de que passaram por um processo de descongelamento. A presença de gelo ou muita água indica que o balcão foi desligado ou teve sua temperatura diminuída temporariamente.

 

 

 

Peixe salgado seco

 

No Brasil é reconhecido como bacalhau todo opeixe salgado e seco. Existem no mercado nacional cinco espécies de peixe diferentes: Gadus morhua (Cod) e Gadus macrocephalus, que são reconhecidas como bacalhau legítimo, e Saithe, Ling e Zarbo.

 

Na hora de comprar o bacalhau é preciso estar atento a algumas dicas:

  • O produto deve ser armazenado em local limpo, protegido de poeira e insetos;
  • Verifique se não há a presença de mofo, ovos u larvas de moscas, manchas escuras ou avermelhadas, limosidade superficial, amolecimento e odor desagradável, que indicam que o produto não está bom para consumo;
  • Quando vendido embalado, deve apresentar no rótulo a denominação de venda, data de validade, país de origem, prazo de validade, selo de inspeção federal e outras informações obrigatórias;

 

 

 

Crustáceos

Devem ter aspecto geral brilhante, úmido; corpo em curvatura natural, rígida, patas firmes e resistentes; pernas inteiras e firmes; carapaça bem aderente ao corpo; coloração própria à espécie, sem qualquer pigmentação estranha; não apresentar coloração alaranjada ou negra na carapaça e apresentar lhos vivos, destacados, cheiro próprio e suave.

 

 

 

Caranguejos e siris

Devem estar vivos e vigorosos; possuir cheiro próprio e suave; aspecto geral brilhante, úmido; corpo em curvatura natural, rígida, patas firmes e resistentes; pernas inteiras e firmes; carapaça bem aderente ao corpo; coloração própria à espécie, sem qualquer pigmentação estranha e devem apresentar olhos vivos, destacados.

 

 

 

Mariscos

Devem ser expostos à venda vivos, om valvas fechadas e com retenção de água incolor e límpida nas conchas; apresentar cheiro agradável e pronunciado; ter a carne úmida, bem aderente à concha, de aspecto esponjoso, de cor acinzentada-clara nas ostras e amarelada nos mexilhões.

 

 

 

Polvos, lula

Devem ter a pele lisa e úmida; olhos vivos e salientes; carne consistente e elástica; cheiro próprio (levemente adocicado); e ausência de qualquer pigmentação estranha à espécie.

Basta seguir as dicas e não comprar estes produtos de qualquer lugar pra usufruir de todos os benefícios da espécie.

Fonte: ANVISA e Megaminas

 





Pós Graduação: Docência no Ensino Superior

20 05 2011

Chegou em Uberlândia a pós graduação em Docência do Ensino Superior.

Se você deseja ministrar aulas em alguma universidade, faculdade… precisa fazer pós em DOCÊNCIA DO ENSINO SUPERIOR.

O Instituto Educacional Tucuruvi (IET) e a Faculdade da Aldeia de Carapicuíba (FALC) trouxeram para Uberlândia (MG) este curso tão importante para nós e por uma mensalidade bastante razoável.

Turmas inciando no 2º sabado de junho (11/06/2011)

Local: Colégio Apogeu

Carga horária: 360 horas

Duração: 12 meses – aulas aos sábados das 9 as 16 horas

Disciplinas do curso

  • Didática do ensino superior
  • Fundamentos da educação
  • Psicologia da aprendizagem
  • Metodologia da pesquisa I
  • Avaliação educacional
  • Qualidade na educação
  • Comunicação oral
  • Tecnologias e Educação
  • Metodologia da Pesquisa II
  • Normas e Legislação
  • Lígua portuguesa
  • Concepções do processo inclusivo no ensino superior

 

Matrícula R$200,00 + 20 x de R$100,00

 Matrícula no ato e as demais parcelas no boleto bancário com vencimento todo dia 15

*podendo ser dividido em menos vezes, se você prefeir

Documentos para matricula:

  • Duas fotocópias do diploma de graduação
  • Duas fotocópias do histórico escolar
  • Duas fotocópias do documento de identidade e CPF
  • Duas fotocópias do comprovante de residência
  • Duas fotocópias da certidão de nascimento ou de casamento
  • Uma doto 3×4 recente

Certificação:

FALC: Faculdade Aldeia de Carapicuíba (Criada e autorizada pela portaria do MEC n3966 de 30/12/2002 – DOU 252 de 31/12/2002, seção 1 pág. 33)

Matriculas feitas comigo Nutricionista Juliana Nascimento de Oliveira.

Entre em contato e agendamos um horário.

Telefones: 3211-3881 / 3217-0071 / 9222-7076 (tim) / 8814-8827 (oi)

e-mail: juliana.nutricao@hotmail.com

 

Eu vou fazer e vc?





Tenha uma nutricionista em sua escola

2 05 2011

Sabe-se que o número de pessoas obesas aumentou muito nos últimos anos e segundo o IBGE o número de crianças em sobrepeso e obesidade também é bastante alto. Segundo os gráficos publicados no site o percentual de crianças entre 5 e 9 anos com excesso de peso mais que dobrou desde de 89 e o de obesos é assustador. Os dados não são menos preocupantes com adolescentes de 10 a 19 anos.

A maioria destas crianças e adolescentes de 5 a 19 anos estão na maior parte do tempo nas escolas, daí a importância de um profissional capacitado para elaborar os cardápios equilibrados de acordo com as necessidades deles, que são o futuro de nossa geração. Não basta somente colocar algumas verduras no almoço e frutas de lanche, são imprecindíveis cálculos de calorias e nutrientes, para assim oferecer uma alimentação balanceada, equilibrada, harmoniosa e saborosa.

Um histórico de excesso de peso e obesidade na infância e adolescencia faz com que estes sejam adultos com sérios problemas de saúde, como diabetes, hipertensão, infarto e outras doenças cardiovasculares.

 

[clique na imagem para ampliá-la]

ENTRE EM CONTATO E OFEREÇA ALIMENTAÇÃO DE QUALIDADE A SEUS ALUNOS!!!

juliana.nutricao@hotmail.com