Férias mais saudáveis pros seus filhos!!!

2 07 2012

Férias mais saudáveis pros seus filhos!!!

Anúncios




Crianças praticantes de atividade física x Isotônicos e energéticos

25 06 2012

Bebidas isotônicas e energéticas podem ser ingeridas por crianças e adolescentes praticantes de atividade física?

Não. A ingestão de bebidas energéticas apresenta riscos potenciais para a saúde principalmente devido ao conteúdo estimulante e, portanto, não são apropriados para crianças e adolescentes praticantes de atividade física. Esta é a orientação do Comitê de Nutrição da Academia Americana de Pediatria (CNAAP) e o Conselho de Medicina do Esporte e Fitness (CMEF), que realizaram uma revisão exaustiva da literatura entre 2000 a 2009.

Porque não?

São bastante calóricas, podendo assim aumentar o risco de sobrepeso e obesidade e erosão dental.

Um estudo demonstrou que 57% das crianças e adolescentes entre 11 e 14 anos que ingeriram isotônicos apresentaram erosão dental, provavelmente pela desmineralização do esmalte do dente.

Algumas crianças e adolescentes que são atletas, podem usar os isotônicos, mas sempre com orientação de nutricionista para que não haja nenhum prejuízo a saúde, mas para a maioria deles é desnecessário.

 

O que preferir?

Sucos, água de coco e água mineral.





DIA DAS CRIANÇAS: Nutra seu baixinho!!!

12 10 2011

A infância é um dos períodos de maior crescimento e desenvolvimento da pessoa. Na fase pré-escolar esse crescimento declina e junto com ele o apetite, assim as crianças comem menos e para não deixar os filhos com fome os pais (avós, tios, irmão..enfim, os responsáveis por eles) oferecem alimentos que “agradam” mais o paladar da criança, que são os doces, chocolates, salgadinhos, balas, biscoitos, sanduíches. Essa atitude, muitas vezes de desespero por não ver o filho comer, é bastante prejudicial a saúde dele já que esses alimentos oferecem uma carga calórica, de açúcar, gordura e caloria muito alta e de vitaminas e minerais muito baixa, então as crianças começam a ganhar peso.

Na fase escolar (7 a 10 anos) há maior reserva energética para que possa ocorrer o estirão pubertário, nessa fase eles comem mais e como já se acostumaram a ingerir os alimentos supérfluos, na maioria das vezes, não aceitam os mais saudáveis (arroz, feijão, carne, saladas, frutas) o que fará com que o ganho de peso seja ainda maior. Esse excesso de peso não é gasto durante a puberdade e a criança obesa (que antes era “bonitinha”) virou um adolescente obeso com complexos, baixa auto-estima, problemas de saúde e psicológicos.

Na minha opinião, a alimentação nessas fases (pré-escolar e escolar) é a mais importante e é nesse período que os hábitos são estabelecidos e consequentemente o estado de saúde do indivíduo na vida adulta. Para que as crianças “comam bem” é imprescindível que os pais também tenham hábitos saudáveis, afinal eles são o (primeiro) exemplo que o filho seguirá. A escola é a outra responsável pela educação nutricional da criança, se a escola oferece (tanto na cantina, como na lanchonete) alimentos sem valor nutritivo, a criança vai comer, mas se a escola oferece uma alimentação balanceada, ou vende na lanchonete sanduíches menos calóricos, com mais nutrientes, sucos naturais ou picolés de frutas as crianças vão optar e se acostumar com estes alimentos, e assim prevenirão a maioria das doenças.

 

Orientações básicas:

– É necessário estabelecer uma rotina de horários para a alimentação por meio de horários (3 em 3 horas ou 2 em duas horas).

– Evitar o consumo de líquidos durante as refeições. Eles podem ser oferecidos após as refeições, de preferência sucos de frutas, água mineral ou água de coco.

– É recomendado que a criança descanse de 10  a 15 minutos antes das refeições pois se estiver cansada ou superestimulada com brincadeiras podem não aceitar a refeição.

– Deve-se evitar comportamentos como o oferecimento de recompensa, chantagens e brincadeiras para fazer a criança comer, pois reforça a idéia de que o alimento é ruim e é preciso oferecer algo de bom para que possa suportar.

– Evitar também punições e castigos, pois ao forçar a comer pode-se gerar aversão aos alimentos e assim, desenvolver anorexia verdadeira.

– Oferecer alimentos com textura e sabor apropriados para a idade da criança, respeitando-se as preferências individuais tanto quanto possível. Se a criança recusar sistematicamente um determinado alimento substitua-o por outro que seja do mesmo grupo de alimentos.

– Incentivar a criança a explorar o alimento, sentindo cheiro, textura com as mãos, e depois experimentar para sentir o sabor. A criança só passa a aceitar o alimento depois de conhecer o seu sabor e isso só ocorre quando, em média, experimenta oito a nove vezes o mesmo alimento.

– O apetite está relacionado a fatores como aspecto, cores dos alimentos e diversificação do cardápio. Isso não significa que para a criança aceitar os alimentos, os pratos devem estar sempre enfeitados, mas sim, ser composto com alimentos de várias cores e ter aspecto saboroso para estimular o apetite.

– Guloseimas como doces, balas e salgadinhos não devem ser proibidos porque estimularão ainda mais a curiosidade da criança, mas podem ser consumidos em horários adequados e em quantidades suficientes para não atrapalharem o apetite na próxima refeição e nem substituí-la.

– Nas refeições a criança deve estar acomodada a mesa como os outros membros da família, sem fatores que a distraiam, como televisão e brincadeiras. A aceitação por novos alimentos se dá por condicionamento social, portanto, é bom que a criança observe outras pessoas, para imitá-las.

-O ambiente a hora da refeição deve ser calmo e tranqüilo, pois facilita a confiança e o prazer da criança em se alimentar.

– A disciplina à mesa deverá ser exigida apenas no que é próprio para a idade da criança, pois se for rígida demais, a alimentação poderá ser evitada, por se relacionar a conflitos e frustrações.

– Para o escolar o horário das refeições deve-se ajustar as atividades familiares e escolares, porém é importante estabelecer e seguir uma rotina.

– Não forçá-lo a comer alimentos que não queira, mas estimulá-lo a experimentar novos sabores.

– Caso p escolar mostre-se inapetente nas principais refeições, verificar os alimentos que está consumindo entre as refeições.

– Atenção ao consumo de fast food que geralmente tendem a ser muito calóricos, ricos em gorduras, açúcares e sódio, porém com baixo valor nutritivo, especialmente pobre em cálcio, fibras e vitaminas A e C. Se esses alimentos são incluídos esporadicamente na alimentação, como parte da socialização do escolar, não acarreta riscos a saúde.

 

Sega essas dicas simples e procure um nutricionista para te orientar individualmente, ok!

 AH! Confira dicas muito legais de outras nutricionistas na minha fun page do facebook. Lá tem um monte de links de receitas e orientações especiais para você e seu filhote!

 

Feliz dia das crianças pros baixinhos e altinhos…





Seu filho não come? Veja algumas dicas de pratos coloridos e divertidos

3 06 2011

Muitas mães reclamam que seus filhos não comem nada, que só querem beber leite, que não não gostam de salada, enfim…só as mães entendem como é difícil intrduzir uma alimentação saudável.

Pesquisando na internet achei alguns pratos decorados para crianas. Geralmente vemos muias carinhas de palhaço, cachorrinho, mas esses são realmente diferentes e criativos. Não conegui encontrar os ingredientes de cada prato, mas basta usar também a sua criatividade e compor pratos como estes. Você pode usar frutas, folhas, flore comestíveis, omelete, verduras…não há limite… O importante é oferecer uma alimentação de qualidade, com bastante cores para garantir muitas vitaminas e minerais.

 

Veja abaixo algumas dicas que encontrei no site da uol

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

Fonte: http://educacao.uol.com.br/album/marmita_album.jhtm#fotoNav=1





Tenha uma nutricionista em sua escola

2 05 2011

Sabe-se que o número de pessoas obesas aumentou muito nos últimos anos e segundo o IBGE o número de crianças em sobrepeso e obesidade também é bastante alto. Segundo os gráficos publicados no site o percentual de crianças entre 5 e 9 anos com excesso de peso mais que dobrou desde de 89 e o de obesos é assustador. Os dados não são menos preocupantes com adolescentes de 10 a 19 anos.

A maioria destas crianças e adolescentes de 5 a 19 anos estão na maior parte do tempo nas escolas, daí a importância de um profissional capacitado para elaborar os cardápios equilibrados de acordo com as necessidades deles, que são o futuro de nossa geração. Não basta somente colocar algumas verduras no almoço e frutas de lanche, são imprecindíveis cálculos de calorias e nutrientes, para assim oferecer uma alimentação balanceada, equilibrada, harmoniosa e saborosa.

Um histórico de excesso de peso e obesidade na infância e adolescencia faz com que estes sejam adultos com sérios problemas de saúde, como diabetes, hipertensão, infarto e outras doenças cardiovasculares.

 

[clique na imagem para ampliá-la]

ENTRE EM CONTATO E OFEREÇA ALIMENTAÇÃO DE QUALIDADE A SEUS ALUNOS!!!

juliana.nutricao@hotmail.com

 





Progeto de lei cancelado!!! PL 168/2011

16 03 2011

O projeto de lei que torna obrigatoria a contratação de nutricionistas para todas as escolas de ensino fundamental e médio da rede pública e privada de ensino em todo o território brasileiro (PL 168/2011) teve pedido de cancelamento da mesa da câmara pelo seu próprio autor, o Deputado Wellinton Prado (PT-MG).

 

Porque? Essa é a pergunta…

 

É nítida a importância de nutricionistas para coordenar as cantinas e barzinhos das escolas, é um profissional treinado que saberá quais alimentos escolher, qual a combinação certa, a forma de preparo, as normas de seguração, enfim… para garantir também a saúde da criança na escola e a adesão a hábitos saudáveis no ambiente escolar faz-se necessária a contratação de nutricionistas, no plural ou pelo menos 1 pra cada escola e não 1 para uma cidade inteira.

O Canut enviou um e-mail para o deputado pedindo explicações.

Deixo abaixo os contato do mesmo, para que cada um colabores com críticas.

Para quem tem twitter: http://twitter.com/pradoweliton

Para enviar email: http://www.welitonprado.com.br/faleconosco/

Facebook: http://www.facebook.com/profile.php?id=100001203877122

Flicker: http://www.flickr.com/photos/welitonprado

Orkut: http://www.orkut.com.br/Main#Profile?rl=mp&uid=13013063635077140928

 

Fontes:

 Canut