Lei 15.072/2004 – Educação nutricional nas escolas

12 07 2011

http://www.crn9.org.br/uploads/file/LEI%2018_372_09.pdf

 

LEI 18.372/2009

Acrescenta dispositivos à lei 15.072/2004 que dispõe sobre a promoção da educação alimentar e nutricional nas escolas públicas e privadas do sistema estadual de ensino.

Texto:

Acrescenta dispositivo à Lei nº 15.072, de 5 de abril de 2004, que dispõe sobre a promoção da educação alimentar e nutricional nas escolas públicas e privadas do sistema estadual de ensino.

O GOVERNADOR DO ESTADO DE MINAS GERAIS, O Povo do Estado de Minas Gerais, por seus representantes, decretou e eu, em seu nome, promulgo a seguinte Lei:

 

Art. 1º Fica acrescentado à Lei nº 15.072, de 5 de abril de 2004, o seguinte art. 3º -A:

 

“Art. 3º -A. Os lanches e as bebidas fornecidos e comercializados nas escolas das redes pública e privada do Estado serão preparados conforme padrões de qualidade nutricional compatíveis com a promoção da saúde dos alunos e a prevenção da obesidade infantil.

 

§ 1º São vedados, nos estabelecimentos a que se refere o caput deste artigo, o fornecimento e a comercialização de produtos e preparações com altos teores de calorias, gordura saturada, gordura trans, açúcar livre e sal, ou com poucos nutrientes, nos termos de regulamento.

 

§ 2º O descumprimento do disposto neste artigo sujeitará o infrator às penalidades previstas na legislação sanitária.”(nr)

 

Art. 2º A alteração efetivada por esta Lei entra em vigor cento e oitenta dias após a data de sua publicação.

 

Palácio da Liberdade, em Belo Horizonte, aos 4 de setembro e 2009; 221º da Inconfidência Mineira e 188º da Independência do Brasil.

 

AÉCIO NEVES

Danilo de Castro

Renata Maria Paes de Vilhena

Vanessa Guimarães Pinto

 

Leia também:

Nutricionista na escola

Anúncios




Projeto: Obesidade e Desperdício em escola municipal em Uberlândia

31 05 2011

Com base na campanha do CFN “Fome, obesidade, desperdício: não alimente este problema” desenvolvi um projeto para Escola Municipal Professor Leôncio do Carmo Chaves em Uberlândia/MG.

Foram realizadas 3 palestras, sendo 1 por semana.

Na primeira falei sobre despedício de alimentos, qual o impacto disso no Brasil e no Mundo, quanto se joga fora de acordo com dados do IBGE, como aproveitar melhor esses alimentos. Além disso reuni algumas receitas, imprimi para cada aluno e pedi que fizessem em casa.

Os alunos que preparam as receitas adoraram e a que mais gostaram foi a do bolo de bagaço de milho verde (segue receita a baixo).

Muitos alunos sabiam de algumas receitas, mas também disponibilizei algumas diferentes. E eles ainda deram suas receitas.

Falar sobre desperdício de alimentos com esses alunos foi muito importante e bastante motivador, já que pude perceber que gostaram e que realmente colocariam em prática.

A segunda palestra abordou o tema obesidade. Um tema muito discutido, mas ainda delicado, especialmente porque muitos na sala estão acima do peso.

Descrevi de forma simples e objetiva a pirâmide alimentar e como ela pode ser empregada desde o café da manhã até a ceia, usando alimentos baratos, fáceis de encontrar e, principalmente, saudáveis. Durante a palestra também dei dicas de preparações diferentes, de formas mais saudáveis de utilizar os alimentos. 

Por exemplo:  Você já comeu chuchu cru? É muito gostoso. Basta descascar, ralar e temperar com limão, azeite e um pouco de sal que fica perfeito.

No último dia levei geléia de casca de maracujá e algumas torradas para eles experimentarem e uma das alunas levou o bolo de bagaço de milho verde.

Além disso eu expliquei como é uma consulta com nutricionista. Muitas pessoas não sabem como funciona e por isso acham que não é tão importante assim. Acredito que consegui fazer com que entendessem como é importante ter acompanhamento nutricional, principalmente quem possui alguma patologia.

Como a campanha do CFN também abrage FOME, não deixei este tema de fora. Durante as três semanas arrecadamos alimentos para doação ao Instituto Mãos Dadas. Um instituito que cuida de mulheres que tem filhos internados no Hospital das Clínicas e não tem condições de se hospedar um hoteis.

 

Abaixo a receita:

Bolo de bagaço de milho verde

Ingredientes

2 colheres (sopa) de margarina ou manteiga
1 colher (sopa) de fermento em pó
7 xícaras de bagaço de milho verde
2 xícaras cheias de farinha de trigo
1 xícara de leite de coco
2 xícaras rasas de açúcar
Sobras de queijo (opcional)
3 clara em neve
3 gemas

Modo de Preparar

Bater a manteiga com o açúcar e as gemas até formar um creme. Juntar a farinha, o leite, o bagaço de milho e o fermento pela ordem dos ingredientes, mexendo delicadamente.
Despejar em uma fôrma untada e colocar alguns pedacinhos de queijo na massa; assar em
forno quente.

Obs: Para fazer este bolo, utilize o bagaço que sobrou do mingau de milho verde ou da
pamonha.

Modo de preparo
Misture todos os ingredientes, leve ao fogo até ferver e reserve.  Depois do bolo assado, espalhe esta cobertura por cima e deixe esfriar.


 

Agradecimento especial a Diretora, Consuelo, as Vice-diretoras Deborah, Andreia e Mariza e a Professora Cidinha que me receberam e abriram as portas da escola. E aos alunos que foram muito receptivos, educados e participativos. OBRIGADA!!!

 





Tenha uma nutricionista em sua escola

2 05 2011

Sabe-se que o número de pessoas obesas aumentou muito nos últimos anos e segundo o IBGE o número de crianças em sobrepeso e obesidade também é bastante alto. Segundo os gráficos publicados no site o percentual de crianças entre 5 e 9 anos com excesso de peso mais que dobrou desde de 89 e o de obesos é assustador. Os dados não são menos preocupantes com adolescentes de 10 a 19 anos.

A maioria destas crianças e adolescentes de 5 a 19 anos estão na maior parte do tempo nas escolas, daí a importância de um profissional capacitado para elaborar os cardápios equilibrados de acordo com as necessidades deles, que são o futuro de nossa geração. Não basta somente colocar algumas verduras no almoço e frutas de lanche, são imprecindíveis cálculos de calorias e nutrientes, para assim oferecer uma alimentação balanceada, equilibrada, harmoniosa e saborosa.

Um histórico de excesso de peso e obesidade na infância e adolescencia faz com que estes sejam adultos com sérios problemas de saúde, como diabetes, hipertensão, infarto e outras doenças cardiovasculares.

 

[clique na imagem para ampliá-la]

ENTRE EM CONTATO E OFEREÇA ALIMENTAÇÃO DE QUALIDADE A SEUS ALUNOS!!!

juliana.nutricao@hotmail.com