Pescados, como saber se estão bons?!?!

27 05 2011

Megaminas.com em 26/05/2011:

A Polícia Militar de Meio Ambiente apreendeu na tarde desta quinta-feira (26) em Uberlândia, mais de meia tonelada de peixe. O produto estava sendo comercializado de forma irregular. Segundo a Polícia Ambiental, os peixes estavam sendo vendidos na rua, o que é proibido.

“Abordamos o homem na rua mesmo enquanto ele vendia os produtos”, explica o cabo da PM, Ermírio Resende. Depois os policiais foram até um local onde o dono da mercadoria armazenava os peixes. Na fachada está escrito “peixaria”, mas segundo a polícia, ele não tem licença para o comércio. “Ele diz que é pescador profissional e alega ser feirante, mas não tem licença para ter peixaria”, destaca o cabo.

Durante a reportagem, o dono do estabelecimento, Geraldo Gerônimo, tentou impedir a equipe da TV Integração. Ele chegou a colocar o dedo na câmera e falar para não ser filmado. Mas em seguida o policial pediu para ele tirar o dedo da câmera e afirmou que ele estava errado.

Seiscentos quilos de pescado foram apreendidos, a maioria sem condições de consumo. Os peixes foram levados para o aterro sanitário. O repórter da TV Integração fez um boletim de ocorrência.

 

Esse senhor teve seus peixes apreendidos, mas e os que não são denunciados ou pegos pela polícia como ele e continuam vendendo os produtos sem condições de higiêne adequada e com o prazo de validade extrapolado.

Veja abaixo algumas dicas para saber se o peixe que você quer comprar está ou não em ótimas condições:

 

 

Peixe fresco

 

  • Estar livre de: contaminantes físicos (areia, pedaços de metais, plásticos e/ou poeira), químicos (combustíveis, sabão e/ou detergentes) e biológicos (bactérias, vírus e/ou moscas).
  • Aparência: ausência de manchas, furos ou cortes na superfície.
  • Escamas: bem firmes e resistentes. Devem estar translúcidas (parcialmente transparentes) e brilhantes.
  • Pele: úmida, tensa e bem aderida.
  • Olhos: devem ocupar toda a cavidade, ser brilhantes e salientes, sem a presença de pontos brancos ao centro do olho.
  • Membrana que reveste a guelra (opérculo): rígida, deve oferecer resistência à sua abertura. A face interna deve estar brilhante e os vasos sanguíneos, cheios e fixos.
  • Brânquias: de cor rosa ao vermelho intenso, úmidas e brilhantes, ausência ou discreta presença de muco (líquido pastoso).
  • Abdômen: aderidos aos ossos fortemente e de elasticidade marcante.
  • Odor, sabor e cor: característicos da espécie que se trata.
  • Conservação: deve ser mantido sob refrigeração ou sobre uma espessa camada de gelo.

 

 

 

Peixe congelado

 

  • Conservação: verifique se o produto está armazenado na temperatura de conservação informada pelo fabricante na embalagem. Os produtos não podem estar amolecidos ou com acúmulo de líquidos, sinal de que passaram por um processo de descongelamento. A presença de gelo ou muita água indica que o balcão foi desligado ou teve sua temperatura diminuída temporariamente.

 

 

 

Peixe salgado seco

 

No Brasil é reconhecido como bacalhau todo opeixe salgado e seco. Existem no mercado nacional cinco espécies de peixe diferentes: Gadus morhua (Cod) e Gadus macrocephalus, que são reconhecidas como bacalhau legítimo, e Saithe, Ling e Zarbo.

 

Na hora de comprar o bacalhau é preciso estar atento a algumas dicas:

  • O produto deve ser armazenado em local limpo, protegido de poeira e insetos;
  • Verifique se não há a presença de mofo, ovos u larvas de moscas, manchas escuras ou avermelhadas, limosidade superficial, amolecimento e odor desagradável, que indicam que o produto não está bom para consumo;
  • Quando vendido embalado, deve apresentar no rótulo a denominação de venda, data de validade, país de origem, prazo de validade, selo de inspeção federal e outras informações obrigatórias;

 

 

 

Crustáceos

Devem ter aspecto geral brilhante, úmido; corpo em curvatura natural, rígida, patas firmes e resistentes; pernas inteiras e firmes; carapaça bem aderente ao corpo; coloração própria à espécie, sem qualquer pigmentação estranha; não apresentar coloração alaranjada ou negra na carapaça e apresentar lhos vivos, destacados, cheiro próprio e suave.

 

 

 

Caranguejos e siris

Devem estar vivos e vigorosos; possuir cheiro próprio e suave; aspecto geral brilhante, úmido; corpo em curvatura natural, rígida, patas firmes e resistentes; pernas inteiras e firmes; carapaça bem aderente ao corpo; coloração própria à espécie, sem qualquer pigmentação estranha e devem apresentar olhos vivos, destacados.

 

 

 

Mariscos

Devem ser expostos à venda vivos, om valvas fechadas e com retenção de água incolor e límpida nas conchas; apresentar cheiro agradável e pronunciado; ter a carne úmida, bem aderente à concha, de aspecto esponjoso, de cor acinzentada-clara nas ostras e amarelada nos mexilhões.

 

 

 

Polvos, lula

Devem ter a pele lisa e úmida; olhos vivos e salientes; carne consistente e elástica; cheiro próprio (levemente adocicado); e ausência de qualquer pigmentação estranha à espécie.

Basta seguir as dicas e não comprar estes produtos de qualquer lugar pra usufruir de todos os benefícios da espécie.

Fonte: ANVISA e Megaminas

 

Anúncios

Ações

Information

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: