Alimentação saudável é alimentação sem graça?

20 09 2011

Engana-se quem pensa que uma alimentação saudável deve ser sem sabor, monótona e sem graça. Para a maioria das pessoas, comer é um momento de prazer e, é bom que seja assim, desde que o prazer não esteja relacionando somente a alimentos supérfluos, com alto teor calórico e de gorduras e poucas vitaminas e minerais.

 Para que sua refeição seja saudável e ainda assim saborosa e prazerosa é necessário que seja completa, variada, harmoniosa e equilibrada. Somente assim a refeição terá quantidade adequadas de carboidratos, proteínas, gorduras e principalmente de vitaminas e minerais, que são essenciais para o funcionamento adequado de todos os órgão, assim como prevenção de doenças. O segredo é respeitar as porções recomendadas e experimentar novos ingredientes e temperos. Quanto mais colorido o prato for, mais atrativo e nutritivo será.

 Experimente saladas salgadas com frutas doces, por exemplo, uma salada de alface, rúcula, agrião, tomate, cenoura, pepino e manga, se quiser ousar um pouco mais ainda pode acrescentar morangos, melão, uva. Além de muito saborosa essa mistura ainda fica bastante bonita.

 Os temperos naturais também são uma boa pedida para variar sem precisar usar temperos prontos cheios de sódio e conservantes. Alecrim, hortelã, manjericão, salsinha, cebolinha, alho, cebola, gengibre, limão, aipo e vários outros podem ser usados para dar um sabor especial a seus pratos.

  O ideal é usar a imaginação e não ter medo de errar.

Leia também:

Por um jantar mais leve
Está com calor? Que tal um picolé?!?!
Torta de flocos de milho – Mais Você
Tabule





Tenha uma nutricionista em sua escola

2 05 2011

Sabe-se que o número de pessoas obesas aumentou muito nos últimos anos e segundo o IBGE o número de crianças em sobrepeso e obesidade também é bastante alto. Segundo os gráficos publicados no site o percentual de crianças entre 5 e 9 anos com excesso de peso mais que dobrou desde de 89 e o de obesos é assustador. Os dados não são menos preocupantes com adolescentes de 10 a 19 anos.

A maioria destas crianças e adolescentes de 5 a 19 anos estão na maior parte do tempo nas escolas, daí a importância de um profissional capacitado para elaborar os cardápios equilibrados de acordo com as necessidades deles, que são o futuro de nossa geração. Não basta somente colocar algumas verduras no almoço e frutas de lanche, são imprecindíveis cálculos de calorias e nutrientes, para assim oferecer uma alimentação balanceada, equilibrada, harmoniosa e saborosa.

Um histórico de excesso de peso e obesidade na infância e adolescencia faz com que estes sejam adultos com sérios problemas de saúde, como diabetes, hipertensão, infarto e outras doenças cardiovasculares.

 

[clique na imagem para ampliá-la]

ENTRE EM CONTATO E OFEREÇA ALIMENTAÇÃO DE QUALIDADE A SEUS ALUNOS!!!

juliana.nutricao@hotmail.com

 





Progeto de lei cancelado!!! PL 168/2011

16 03 2011

O projeto de lei que torna obrigatoria a contratação de nutricionistas para todas as escolas de ensino fundamental e médio da rede pública e privada de ensino em todo o território brasileiro (PL 168/2011) teve pedido de cancelamento da mesa da câmara pelo seu próprio autor, o Deputado Wellinton Prado (PT-MG).

 

Porque? Essa é a pergunta…

 

É nítida a importância de nutricionistas para coordenar as cantinas e barzinhos das escolas, é um profissional treinado que saberá quais alimentos escolher, qual a combinação certa, a forma de preparo, as normas de seguração, enfim… para garantir também a saúde da criança na escola e a adesão a hábitos saudáveis no ambiente escolar faz-se necessária a contratação de nutricionistas, no plural ou pelo menos 1 pra cada escola e não 1 para uma cidade inteira.

O Canut enviou um e-mail para o deputado pedindo explicações.

Deixo abaixo os contato do mesmo, para que cada um colabores com críticas.

Para quem tem twitter: http://twitter.com/pradoweliton

Para enviar email: http://www.welitonprado.com.br/faleconosco/

Facebook: http://www.facebook.com/profile.php?id=100001203877122

Flicker: http://www.flickr.com/photos/welitonprado

Orkut: http://www.orkut.com.br/Main#Profile?rl=mp&uid=13013063635077140928

 

Fontes:

 Canut





Jejum saudável na quaresma

10 03 2011

Segundo o site Auxiliadora, a palavra Quaresma vem do latim quadragésima e é utilizada para designar o período de quarenta dias que antecedem a festa ápice do cristianismo: a ressurreição de Jesus Cristo, comemorada no famoso Domingo de Páscoa. Esta prática data desde o século IV. Ela começa na quarta-feira de cinzas e termina na quinta-feira da Semana Santa e é quando há preparação para a Páscoa.

A Igreja católica propõe, por meio do Evangelho proclamado na quarta-feira de cinzas, três grandes linhas de ação: a oração, a penitência e a caridade. Oficialmente, o jejum deve ser feito pelos cristãos batizados, na quarta-feira de cinzas e na sexta-feira santa.

O Rosário Permanente diz que a Igreja prescreve, além do jejum, também a abstinência de carne, que consiste em não comer carne ou derivados, em alguns dias do ano, que variam conforme determinação dos bispos locais.

Praticar a abstinência é privar-se de algo, não só de carne. Por exemplo, se temos o hábito diário de assistir televisão, fumar, etc, vale o sacrifício de abster-se destes itens nesses dias. A obrigação de se abster de carne começa aos 15 anos. A obrigação de jejuar, limitando-se a uma refeição principal e a duas mais ligeiras no decurso do dia, vai dos 21 aos 59 anos. Quem está doente (e também as mulheres grávidas) não está obrigado a jejuar.

 

Pra quem decidir fazer jejum de carne nesses dias aqui vão algumas dicas para manter uma alimentação com todos os nutrientes necessário ao seu organismo e que estão presentes principalmente nas carnes.

Bom, algumas pessoas se permitem comer peixe. E falando com nutricionista é muito bom. O peixe é bem mais saudável que a carne veremelha, tem menos gorduras, é mais leve, dependendo da espécie que escolher possui quantidades significativas de ômega 3, um tipo de gordura que além de ajudar na diminuição de LDL (vulgo “colesterol ruim”) ainda atua no cérebro melhorando a concentração, memória, é antiiflamatório…enfim…peixe é uma ótima opção o ano todo.

Mas para aqueles que não comem carne nenhuma há algumas outras fontes proteicas que também tem seu valor. São elas:

Quinua, que é um cereal riquíssimo em várias vitaminas e minerais. O sabor agradável, na verdade dependendo da preparação nem se percebe o sabor dela.

Leguminosas como feijão, lentilha, ervilha, grão de bico, fava, tremoço. Elas podem ser preparadas de diversas maneiras, possibilitando variar sabores e assim é mais difícil enjoar da receita.

Castanhas do pará, de caju, amêndoas, avelãs, amendoim, nozes, pistache. Que podem ser usadas como petisco, ou associado ao arroz, por exemplo. Atenção para estes alimentos pois são ricos em gorduras que apesar de muito boas agregram grande valor calórico. E também a quantidade de sal ou açúcar e chocolate adicionado, ok!

Sementes de gergelim, linhaça, de girassol e de abóbora. Podem ser usadas em receitas de pães, bolos, tortas, vitaminas, sucos…. E assim como as castanhas deve-se tomar cuidado com aquelas que contem cobertura de sal ou doce, que em excesso fazem bastate mal.

Cereais como arroz, aveia, trigo, milho, centeio e derivados. Estes quando associados corretamente as leguminosas formam proteinas completas, ou seja, com todos os aminoácidos necessários assim como a carne.

 

Essas são algumas dicas que você pode seguir para continuar com a saúde de ferro quando a quaresma terminar.

 

PS: Vale lembrar que meu objetivo não é discutir religião ou costumes, mas orientar a melhor forma de se alimentar seguindo seus princípios.

“Não julgue os outros..cada um sabe o que faz, na hora que faz…você não é Deus, não se esqueça disso, ok!!!”

 

Fontes:

Vida Natural

Rosário Permanente

Auxiliadora





Alimentação muda as medidas dos brasileiros nos ultimos anos

24 02 2011

Fui convidada para dar palestras para adolescentes do 9º ano em uma escola pública na periferia de Uberlândia, o tema é mudaça das medidas dos brasileiros nos ultimos anos, a autura chegou até a ser comparada com a da população de países ricos.

A matéria estava em um livro de matemática e falava sobre uma reportagem da revista Veja de 1996. Como eu não podia chegar na sala da aula e comentar sobre uma matéria de 1996 pesquisei no site do IBGE e pude mostrar para os alunos que as medidas realmente mudaram, mas a preocupação hoje é outra. E é sobre isso que quero escrever pra vocês.

A preocupação anterio era defict de peso e altura que atingia a maior parte da população principalmente pela baixa renda. Esse fato ainda é presente no Norte e Nordeste e deve receber atenção especial. Mas a maior preocupação hoje é outra. A renda da população aumentou, o trabalho e o estresse também e junto com isso a falta de tempo e de vontade de preparar uma alimentação adequada e saudável, o que fez com que a escolha por alimentos práticos, rápidos e “saborosos” seja feita.

Acontece que esses alimentos práticos, rápidos e “saborosos”, que chamamos de fast food, na maioria das vezes é rico em conservantes, estabilizamtes, flavorizantes e todos esses “antes” fazem muito mal a saúde. Aliado a alimentação inadequada está a falta de exercícios físicos que agrava ainda mais a situação.

 

Além disso tem a questão do status na escola. Afinal qual representa maior poder levar de lanche um pacote de salgadinhos e uma lata de refrigerante ou levar uma maçã???? A resposta dos alunos foi unânime. Ainda tem o preconceito em relação a homens comerem frutas, beberem suco que apesar de horrível, existe. Não é a toa que homens morrem mais cedo, são mais doentes, mais obesos…..

 

Tudo isso contribui para o aumento de infartos, diabetes, hipertensão e até câncer em jovens adultos.

 

Achei a iniciativa da professora em convidar uma nutricionista para conversar sobre esse tema com os alunos muito importante, pois percebi que eles tem várias dúvidas simples em relação a alimentação que se discutidas e explicadas corretamente farão a maior diferença na saúde desses adolescentes.

Os alunos fizeram várias perguntas e interagiram muito. Por isso quero resaltar a importância de conversas como a que eu tive com esses alunos e encorajar nutricionistas fazerem trabalhos como esses.

Fonte:

VEJA

Excesso de peso atinge 38,8 milhões de brasileiros adultos

Em 30 anos, menos crianças desnutridas e mais adolescentes acima do peso

POF 2008-2009: desnutrição cai e peso das crianças brasileiras ultrapassa padrão internacional





Almoço x Bolacha recheada

18 07 2010

* Prato: Arroz – 1 colher de servir cheia – 45g

             Feijão preto – ½ concha pequena – 25g

             Peito de frango assado – 1 und pequena – 140g

            Alface – à vontade

            Tomate – à vontade

Ou seja,

1 prato de almoço = 4 biscoitos recheados de chocolate

Além disso um pacote de bolacha recheada contém aproximadamente 1500Kcal, que significa, por exemplo, o que eu preciso no meu dia inteiro.

Fique atento….





Comer bem! Como?

17 07 2010








Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 127 outros seguidores